CMVM atrasa OPA da SAD

Segundo o 'Expresso', o processo já deveria ter sido finalizado em 2019, mas ainda não arrancou

• Foto: David Cabral Santos

As trocas de informação com a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) estão a atrasar o avanço da OPA (oferta pública de aquisição) parcial que o Benfica, através da SGPS, fez à SAD com o objetivo de reforçar a posição do clube no capital da sociedade anónima.

Segundo adiantou ontem o ‘Expresso’, o processo da OPA já deveria ter sido finalizado em 2019 mas, já com quase metade do mês de janeiro do novo ano decorrido, ainda... nem arrancou. De acordo com o dito jornal, as regras de mercado estão a refrear até o otimismo inicial do clube liderado por Luís Filipe Vieira, que pretende com esta ação levar o Benfica a deter cerca de 95 por cento do capital da SAD.

O anúncio da OPA, recorde-se, já foi feito a 18 de novembro último. Cada ação está avaliada em 5 euros nesta operação.

Fonte do Benfica sublinhou a Record que o proceso está dentro dos prazos e entende que as expectativas em relação à OPA se mantêm.

Por Flávio Miguel Silva e Valter Marques
4
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.