CMVM investiga possível conflito de interesses na OPA do Benfica

'Jornal de Notícias' avança que regulador está há três meses a enviar perguntas ao Benfica sobre a relação entre Luís Filipe Vieira e os acionistas visados pela OPA

O regulador do mercado de capitais está há três meses a enviar perguntas ao Benfica SGPS que envolvem o presidente Luís Filipe Vieira e os acionistas visados pela Oferta Pública de Aquisição (OPA), noticiam o Correio da Manhã e o Jornal de Notícias nesta quinta-feira.

A OPA foi lançada a 18 de novembro e, até agora, não teve luz verde da CMVM. Em causa estão dúvidas relacionadas com o preço e possíveis conflitos de interesses. As últimas trocas de informação entre a CMVM e os envolvidos estão centradas na ligação empresarial entre Luís Filipe Vieira e o maior acionista privado da sociedade desportiva.

O empresário José António dos Santos, sócio de Vieira, reforçou a sua participação na SAD do clube esta segunda-feira, tendo comprado "largas centenas de milhares de euros" em ações. Ao Público, o presidente do grupo Valouro confirmou o aumento da sua participação no clube da Luz, que estava nos 12,7% do capital da SAD, e classificou uma potencial venda das ações, cujo lucro seria de 11 milhões de euros, como um "mau negócio".

Por Negócios e Sábado
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0