Conheça as razões para o castigo de Rui Costa

FPF dá como provado que o administrador chamou "palhaço" a Joel Pinho

• Foto: Vítor Chi

O Conselho de Disciplina (CD) da FPF deu como provado que Rui Costa, administrador da SAD do Benfica, teve comportamento "indelicado e incorreto" no final do encontro com o Arouca, realizado a 9 de setembro, a contar para a 4.ª jornada da Liga, e que levou à sua suspensão por 15 dias.

No acórdão divulgado pela secção profissional daquele órgão federativo é possível perceber que o dirigente dos encarnados se dirigiu a Joel Pinho, diretor do Arouca, e ao árbitro Fábio Veríssimo.

"No final do jogo em apreço, no túnel de acesso aos balneários, o arguido provocou o sr. Joel Pinho, dirigindo-lhe as seguintes palavras: ‘O que é que queres? És um palhaço... Qual é o teu problema?’", pode ler-se.

O CD diz que Rui Costa colocou-se, também, no caminho do árbitro e, "de dedo em riste, gritou para ele: ‘Como é possível não marcares penálti? É uma vergonha... É inadmissível um árbitro da tua categoria não marcar este penálti'."

Nesse desafio, e não obstante o triunfo, por 2-1, os encarnados queixaram-se de um penálti não assinalado, por falta sobre Rafa, num lance que provocou a lesão do ex-Sp. Braga. O órgão liderado por José Manuel Meirim entende que Rui Costa "protestou de forma excessiva e adotou uma atitude incorreta".

Ficou ainda claro que o dirigente das águias "agiu de forma livre, consciente e voluntária" e que o seu comportamento "consubstancia uma atitude desprimorosa, deselegante e violadora do dever geral de urbanidade".

No passado dia 20, Rui Costa foi punido pelo Conselho de Disciplina da FPF com 15 dias de suspensão e multado em 765 euros.

Por Nuno Martins
14
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.