Diretor técnico da formação do Benfica: «Estamos perto de ser uma das melhores academias do Mundo»

Pedro Marques garante que o Seixal tem condições para "produzir jogadores de topo para a elite mundial"

Pedro Marques, diretor técnico do futebol de formação do Benfica, deu uma entrevista ao canal da Soccerex ( evento que decorre 5 e 6 de setembro em Oeiras, e do qual Record é parceiro oficial) em que explica por que motivo a academia dos encarnados tem produzido tantos e tão bons jogadores nos últimos tempos. João Félix, Bernardo Silva e Renato Sanches alguns dos rostos mais sonantes desta aposta do clube da Luz na formação.

Mas refere que entrevista foi ao canal da Soccerex, evento que decorre 5 e 6 de setembro em Oeiras, e do qual Record é parceiro oficial.

Seria justo dizer que o Benfica tem uma das melhores academias do planeta?

Penso que provavelmente estamos perto de ser uma das melhores academias do mundo, não só pelo que se pode ver aqui em termos de instalações, qualidade das pessoas e investimento que tem sido feito nos últimos 10/12 anos, mas também no que diz respeito à produção de talentos. Se olharmos para as grandes ligas e para a primeira equipa aqui também, vemos que se trata de uma academia que pode, sem dúvida, produzir jogadores de topo para a elite mundial.

Porque acha que esta academia tem tido tanto sucesso desde que foi inaugurada há 13 anos?

Penso que este é um projeto a longo prazo e que tem de viver de uma forte paixão e ambição do clube para cumprir a sua missão, e a missão é produzir jogadores, jogadores de qualidade, capazes de integrar não só a primeira equipa, mas também de jogar ao mais alto nível na Champions League.

Qual é o ingrediente mais importante para o sucesso de uma academia na sua opinião?

bObviamente é um processo a longo prazo e tudo começa com o recrutamento e olheiros de jogadores em tenra idade. É importante ter os melhores talentos desde tenra idade para que possas desenvolvê-los através do caminho para o sucesso. Pelo que a metodologia é fundamental e a nossa metodologia é baseada no que acontece no campo onde desenvolvemos jogadores do ponto de vista técnico e mental. Concentramo-nos no desenvolvimento de bons jogadores, mas também de boas pessoas, pois sentimos que, para ter jogadores de topo, eles também têm de ser pessoas de topo.

Como encontram o equilíbrio entre ter que ganhar como equipa e pensar no futuro dos jogadores individualmente nos escalões de formação?

Nós seguimos a nossa missão que é desenvolver e promover os melhores jogadores, jogadores para o nível mais alto, pelo que esse é o nosso foco no dia a dia. Sabemos que não há equipas a estrear-se na formação principal, só há jogadores que o fazem, acho que é uma citação de Johan Cruyff. Então, para conseguir que um, dois, três jogadores façam sua estreia na primeira equipa, o foco tem que ser muito claro sobre o indivíduo, e através do caminho nós usamos a competição e usamos os jogos como um meio para um fim e o fim é colocá-los nas melhores condições possíveis para serem jogadores profissionais.

Qual a importância de o Benfica confiar na sua academia em comparação com outros clubes maiores e mais ricos da Europa?

Para o Benfica, a academia e a produção de jogadores que possam gerar receitas é um pilar fundamental para o clube assegurar a sua sustentabilidade no futuro. No entanto, não podemos e não queremos comprometer a competitividade com a sustentabilidade. Penso que ambas as coisas podem andar de mãos dadas e, num clube como este, o nosso desafio é realmente tomar ambas as coisas de mãos dadas.

O que é mais importante para o sucesso de um jogador: talento ou trabalho duro?

Ambos se for possível, mas já vimos as duas situações... jogadores muito talentosos que falharam porque não trabalharam o suficiente e vimos jogadores muito trabalhadores chegarem a um nível muito decente, talvez sem tanto talento. O que tentamos encorajar nos nossos jogadores é a paixão pelo trabalho e a tentativa de maximizar o seu talento, seja qual for o nível.

E, finalmente, que apoio sente que tem do clube, do presidente, do CEO... quão importante é esse apoio?

Acho que temos todo o apoio da estrutura do clube. Falamos sobre a responsabilidade de produzir jogadores e trabalhar para cumprir essa missão e o clube está a investir para estar à altura das expectativas. Da visão do presidente, ao apoio e gestão da direção neste projeto, há quase um contexto de "sem desculpas" para continuar a trabalhar e continuar a ajudar esses jogadores a realizar os seus sonhos.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0