Do naming aos contratos de patrocínio: Soares de Oliveira anuncia "importante renovação"

Administrador da SAD do Benfica diz que processos judiciais não têm afetado a imagem junto dos investidores

• Foto: Vitor Mota

Domingos Soares de Oliveira garantiu que os vários processos judiciais em que o Benfica está envolvido não afetaram a imagem do clube junto dos seus principais patrocinadores.

Na apresentação das contas referentes a 2017/18 - em que a SAD apresentou lucro de 20,6 milhões de euros, o "segundo melhor resultado da nossa história" -, o administrador financeiro da SAD garantiu que ainda este ano será renovado mais um "acordo importante" a nível de patrocínio, vincou que o naming do Estádio da Luz é mesmo para avançar e que a expansão internacional da marca assenta em "projetos a mais de 10 anos."

Processos judiciais
"Não afetou. Conforme se percebe pelos contratos de patrocínio que foram renovados, creio que seis ou sete, aquele que poderia ser o impacto mais visível, os patrocinadores continuam a confiar nesta gestão e assim se tem mantido. Iremos muito provavelmente anunciar este ano mais um acordo importante de renovação de contrato com o Benfica. Não tem havido efeitos significativos relativamente às principais actividade de negócio."

Naming
"Precisamos de todas as verbas e por isso é que estamos num projecto de expansão internacional importante. O que se percebe é que o talento segue o dinheiro. Precisamos de dinheiro para comprar ou reter talento. A venda do naming tem como objetivo poder investir naquilo que é a nossa actividade principal: ganhar. Não abandonámos de maneira nenhuma a ideia do naming. Temos propostas em fase de discussão. É o mesmo que digo já há alguns anos. Tenho a certeza que vamos concretizar esse naming e espero que dentro de muito pouco tempo. Nove dos 10 maiores patrocinadores são empresas internacionais. As empresas portuguesas não estão preparadas para fazer o tipo de investimento que vale estar em parceria com o Benfica. As empresas com quem estamos a discutir são empresas internacionais."

Expansão da marca
"Já anunciámos que a China e os Estados Unidos serão os mercados estratégicos. É uma expansão que não é susceptível de gerar receitas a curto prazo. Os projectos que estamos a fazer são projectos a mais de 10 anos em que estamos a definir parcerias que são a mais de 10 anos. Em alguns casos, os prazos que temos em cima da mesa são de décadas. Não é expectável que estejamos a construir um Benfica apenas para amanhã mas sim para as próximas décadas. Os projectos vão concretizar-se e não tenho dúvidas algumas disso. Vamos obter mais receita, reinvestindo essa receita na capacidade competitiva do Benfica, no nosso plantel. A diferença aqui é que é um plano de longo prazo."

Por Flávio Miguel Silva
8
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.