Domingos Soares de Oliveira: «Não temos necessidade de vender»

Administrador executivo diz, contudo, que águias estão abertas a propostas

• Foto: Pedro Simões

Depois de ter visto a Assembleia Geral da SAD do Benfica ter aprovado "com esmagadora maioria" o Relatório e Contas 2015/2016, o administrador executivo encarnado Domingos Soares de Oliveira congratulou-se com os resultados apresentados e pela luz verde dada pelos acionistas, aproveitando para deixar claro que o Benfica não tem necessidade de vender qualquer dos seus jogadores em janeiro.

"As contas apresentam um resultado positivo acima dos 20 milhões de euros e ainda apresentaram um crescimento das receitas muito significativo. É a primeira vez que a SAD ultrapassa os 200 milhões de receitas e estes resultados foram recebidos com agrado pelos acionistas. Por isso aprovaram com esmagadora maioria", começou por dizer.

Questionado sobre a postura das águias no mercado, nomeadamente no estatuto de vendedor, Soares de Oliveira deixa uma garantia. "Necessário [vender] não é. Mas o mercado, como se pode ver na imprensa, está sempre ativo. Não temos essa necessidade, mas admitimos que possam chegar propostas, algo que até agora não sucedeu", assegurou o CEO dos encarnados, que de seguida recusa igualmente qualquer oferta pelo sueco Victor Lindelöf. "Não chegaram", garante.

De resto, ainda no tema mercado, o dirigente das águias optou por não responder quando questionado sobre se o Benfica só aceita vender os seus futebolistas pelos valores fixados nas cláusulas de rescisão. "Não comento as condições que o Benfica coloca em cima da mesa em termos de negociações", acrescentou.

Por Flávio Miguel Silva
5
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.