Record

«El Tren» Valência: «Benfica não tinha dinheiro suficiente para me contratar»

COLOMBIANO VAI DEFRONTAR PAIXÃO ANTIGA

«El Tren» Valência: «Benfica não tinha dinheiro suficiente para me contratar»
«El Tren» Valência: «Benfica não tinha dinheiro suficiente para me contratar»

Salonica -- Adolfo Valência é, provavelmente, o jogador do PAOK Salonica, cujo nome é mais conhecido dos portugueses. O internacional colombiano, que participou nos campeonato do Mundo dos Estados Unidos e França, e actuou em clubes como o Bayern de Munique e Atlético de Madrid, esteve a um passo do Benfica, precisamente no célebre Verão quente de 93.

Os responsáveis dos encarnados pretendiam fazer esquecer as polémicas saídas de Paulo Sousa e Pacheco, apostando na contratação do ponta-de-lança colombiano. Contudo, a transferência gorou-se à última hora. Para o lugar de Adolfo Valência, também conhecido por "El Tren" ("O Comboio"), foi contratado o brasileiro Ailton Delfino. Apesar dos problemas, o Benfica, treinado por Toni, conquistou aquele que é, até à data, o seu último título de campeão nacional.

"El Tren" vai defrontar, pela primeira vez, os encarnados. O colombiano diz-se ciente do valor da equipa portuguesa e recorda os tempos em que esteve quase a assinar pelo clube da Luz.

"Lembro-me perfeitamente disso. A hipótese de me transferir para o Benfica gerou em mim uma grande expectativa. Não consigo entender bem o que se passou, mas sei que as coisas não se resolveram a contento. Eu desejava que a transferência tivesse acontecido, mas o clube estava com problemas económicos. Julgo que era muito caro para o Benfica. Eles não possuíam dinheiro suficiente para me contratar. Estou convencido que foi essa a razão principal", refere Adolfo Valência.

O avançado elogia o valor do adversário que coube em sorte ao PAOK Salonica para a segunda eliminatória da Taça UEFA. Apesar disso, salienta que a formação grega não partirá minimamente diminuída para os dois confrontos que se avizinham.

"O Benfica é, a par do FC Porto, a melhor equipa portuguesa. Será uma eliminatória muito difícil para nós, mas vamos trabalhar o mais possível para a ultrapassar. Na minha opinião, não existem favoritos. Os dois jogos vão ser, por certo, muito disputados."

"El Tren" sublinha, aliás, a qualidade da formação que representa. O colombiano não tem dúvidas que, esta temporada, o PAOK Salonica é mesmo candidato ao título grego.

"A equipa reforçou-se muito bem. Foram contratados cinco ou seis elementos de qualidade. Com os jogadores que vieram e o trabalho dos dirigentes, todos esperam ganhar o campeonato. O PAOK faz parte de um grupo de candidatos, a par do AEK, Olympiakos, Panathinaikos e do Aris", explicou.

Curiosamente, Adolfo Valência não se assume como titular indiscutível do futuro adversário do Benfica. O esquema táctico de Arie Haan contempla apenas um ponta-de-lança e o grego Frantzeskos tem merecido a preferência do técnico, em detrimento do colombiano, que já conta 31 anos. Confrontado com este tema, "El Tren" tem uma visão um pouco diferente.

"Não, eu até tenho jogado com regularidade. Mas, tudo depende do planeamento táctico do treinador..."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

M