Record

Escalona: «Mostrarei no campo quem sou»

CHILENO DESPREOCUPADO COM O FACTO DE NÃO SER UM JOGADOR CONHECIDO

Belfast - Escalona rubricou uma estreia auspiciosa pelo Benfica no jogo da última quarta-feira frente ao Linfield. O defesa chileno foi considerado, de forma unânime, como o melhor jogador dos encarnados e mostra-se satisfeito com o seu rendimento no dia de estreia.

"Estou satisfeito com aquilo que fiz, uma vez que não jogava há seis meses. Tinha muitas 'ganas' de voltar a jogar e penso que para o primeiro encontro não me saí mal e adaptei-me bem à equipa. Fisicamente ainda não estou a cem por cento e senti-me mesmo um pouco cansado no final do jogo. Mas até ao início do campeonato estarei na plenitude das minhas capacidades", promete o jogador sul-americano, que considera que os encarnados têm de segurar mais a bola: "Ainda nos falta termos mais posse de bola. A primeira parte foi boa, mas depois baixámos muito de produção. Temos de conseguir segurar mais o esférico quando pressionados."

A viver os seus primeiros dias de "águia ao peito", Escalona mostra-se maravilhado com a realidade encarnada e nem o facto de não ser um jogador conhecido pelos adeptos parece desmoralizar o chileno que promete revelar-se a jogar. "Tem sido muito bom. Nos treinos sentimos o carinho dos adeptos e é magnífico. Ainda no outro dia o campo de treinos estava cheio. Onde quer que o Benfica vá arrasta sempre imensa gente. Os adeptos não sabem quem eu sou? Sim, eu sei que eles não me conhecem, mas mostrarei no campo quem é o Escalona. Será a jogar que me darei a conhecer à 'afición' do Benfica", acrescenta.

A concorrência de Rojas e também Sérgio Nunes para o lugar é visto como algo de salutar pelo novo reforço benfiquista. "É normal existirem 2/3 jogadores para cada lugar e isso não é bom só para a equipa como também para os próprios jogadores."

A finalizar, Escalona congratulou-se pela média de idades existentes no plantel do clube da Luz. "Fiquei muito surpreendido com os muitos jovens que há na equipa. Não esperava. Mas também temos elementos com muita experiência como são o Paulo Madeira e mesmo o nosso treinador", concluiu.

"JOGUEI A AVANÇADO"

O novo reforço dos encarnados para o posto de defesa-esquerdo já revelou ter uma especial apetência para atacar pelo seu flanco. No jogo com o Linfield, Escalona subiu diversas vezes no terreno auxiliando a equipa nas manobras ofensivas.

O chileno tem uma explicação para o facto de ser um defesa que gosta tanto de se aventurar no ataque. "Gosto muito de atacar e essa é uma das minhas características. Quando era pequeno joguei a avançado e desde sempre gostei de ajudar a equipa a marcar golos, mas sempre com a responsabilidade de ter de defender. O facto de jogar a defesa permite-me ter uma maior visão do jogo e poder atacar somente pela certa", afiançou.

"ESPANHOL AJUDA"

Escalona considera que está a adaptar-se "às mil maravilhas" ao país, ao clube e aos colegas. No balneário a adaptação aos colegas está facilitada não só pela presença de alguns jogadores originários da América do Sul mas também pelo facto de existirem muitos jogadores cujo espanhol é a sua língua-mãe. O idioma não será um problema na integração de Escalona no balneário da Luz.

"Não só os sul-americanos me têm ajudado nestes primeiros tempos. Os jogadores espanhóis também têm sido um precioso auxílio, pois falamos o mesmo idioma. A língua ajuda muito nestas situações e para além disso percebo quase tudo de português, portanto não haverá problemas de comunicação", garante o jogador chileno, que confessa estar a contar com uma ajuda mais directa do seu compatriota Uribe.

"JOVENS SEM CHANCES"

O chileno Escalona está a conhecer o seu segundo clube em território europeu. Em Janeiro deste ano, o defesa encarnado chegou ao Torino pela mão de um empresário transalpino, mas a experiência esteve longe de ser bem sucedida e acabou por quase não jogar.

"Tive problemas em Itália porque o técnico do Torino não apostava nos jovens. O treinador conhecia-me muito pouco e na esquerda jogava o capitão Lentini. Os jovens não tinham chances de triunfar no Torino", afiançou o jogador formado no Colo Colo onde jogou desde os 11 anos. Escalona espera agora que o Benfica lhe abra as portas da selecção chilena: "Sim, espero ser visto pelo seleccionador Nelson Acosta e cumprir um dos meus sonhos que é representar a selecção do meu país", sublinhou.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

M