Gomes da Silva ataca Noronha Lopes: «É a única pessoa que não está interessada em convergir»

Advogado explica falhanço nas reuniões entre candidaturas

Rui Gomes da Silva deixou uma mensagem aos sócios benfiquistas que pediram nas últimas semanas para que desistisse de concorrer às eleições e apoiar João Noronha Lopes. Foi com um tom duro para o gestor, que o antigo vice-presidente benfiquista explicou os motivos que o levaram a rejeitar aliar-se a outras candidaturas. 

"No dia 1 de outubro fui contactado para uma reunião privada, a três, com Noronha Lopes e o movimento 'Servir o Benfica'. Reunião que aconteceu a 2 de outubro. Estavam Francisco Benitez, Noronha Lopes e eu, acompanhados cada um de nós, de um membro das respectivas campanhas. Nessa reunião, demonstrei numa declaração inicial total disponibilidade para a criação de uma alternativa comum, desde que fosse acordada a não alienação da maioria do capital da SAD, não manutenção da parceria estratégica apenas com um empresário e a não passagem dos jogos da BTV para a SporTV. Francisco Benitez teve posição idêntica quanto a ser encontrada uma convergência, querendo todos os lugares da Mesa da AG para elementos do movimento Servir o Benfica", começou por explicar, dando depois conta do que o afasta de Noronha Lopes: "Recusou qualquer convergência, querendo apenas que as outras candidaturas desistissem a seu favor. Ficou claro que, além de Vieira, a única pessoa não interessada em convergir é Noronha Lopes, tal ficou evidente. Como foi reforçada com outro acontecimento, alguns dias depois. Foi tentada novamente uma posição conjunta quanto à exclusividade do voto físico e mais uma vez foi bloqueada por Noronha Lopes. E até recusou uma alínea para que as eleições decorram a um sábado ou a uma sexta e a um sábado para que mais sócios viessem a votar. Quem não tem interesse na votação dos sócios não quer ganhar eleições, mas sim manter a situação que existe".

Rui Gomes da Silva garante que irá mesmo até ao fim, pois não abdica dos valores que defende para o clube.

"Nunca me coloquei acima das instituições, mesmo acima de todas as dúvidas e com as certezas que tinha sobre Noronha Lopes e os interesses que tem por trás. Estava disposto a ceder a todos os níveis, menos nos valores que defendo há décadas para o Benfica. Por isso, Noronha Lopes recusou desde sempre convergências, pois sabia que quanto aos valores sou intransigente. Fica esclarecido quem tem um projecto de poder e defesa de interesse de terceiros, de que não pode abdicar e por isso não podia convergir com ninguém. Pelo menos, com quem não abdique dos valores que defende".

Por Valter Marques
10
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Galatasaray negoceia Ferro

Turcos procuram garantir o empréstimo do jovem central mas águias dificultam face às ausências no eixo da defesa

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.