Gomes da Silva: «Jorge Jesus fez parte de uma estratégia para destruir o Benfica»

Candidato à presidência do Benfica lembra palavras do treinador quando saiu para o Sporting

• Foto: EPA

Rui Gomes da Silva considera que Jorge Jesus é um treinador com estatuto internacional mas lembrou a sua saída para o Sporting e as acusações que fez à forma de atuar do Benfica como um argumento contra o regresso do amadorense à Luz.

"Quando chegou era um desconhecido. A partir do momento em que ganha a Libertadores como ganha e vai à final do Mundial de Clubes, passa a ser um treinador em que, estando no banco, é referência. O meu problema com Jorge Jesus é anterior, acho que ele fez parte - e hipoteticamente teria de se 'retratar' - de uma estratégia para destruir o Benfica. Sei que me vão dizer que foi empurrado do clube. Inteiramente de acordo. Agora, ir para o Sporting e insinuar que sabe como o Benfica ganha os campeonatos... Mas hoje em dia tem presença por si só", afirmou o candidato à presidência das águias num direto no Facebook de Paulo Edson Cunha.

Sobre Mauricio Pochettino, com quem o Benfica já entrou em contacto, o antigo vice-presidente lembra o forte investimento a que obrigaria a contratação do argentino: "É um treinador que não teve grande êxito por onde passou. A última coisa que fez foi ir à final da Liga dos Campeões e logo depois ser eliminado. O problema é aquilo a que vai obrigar. (...) Pochettino comprou três, quatro jogadores por ano mas ia mudar o modelo do Benfica. Vieira está disposto a abdicar do controlo do futebol e de dar paplites ao treinador? Não creio."

60
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0