Hrádecký tem acordo com o Benfica

Pai do guarda-redes esteve em Lisboa, reuniu-se com Luís Filipe Vieira e ficou encantado

• Foto: Getty Images

Lukas Hrádecký está mais perto do Benfica. O guarda-redes, de 27 anos, do Eintracht Frankfurt é um dos nomes que está em cima da mesa dos encarnados, tal como Record noticiou na semana passada e, neste momento, ganha vantagem a todos os outros jogadores equacionados para a baliza das águias.

Vladimir Hrádecký, pai do guarda-redes, chegou domingo a Lisboa e ontem reuniu-se com Luís Filipe Vieira. Deste encontro com o líder do emblema da Luz saiu um princípio de entendimento em relação às condições contratuais que o clube tem para oferecer ao jogador que nasceu em Bratislava, mas naturalizou-se finlandês.

O pai de Hrádecký ficou encantado com as condições de trabalho do Benfica e com o Estádio da Luz, tendo sido visto a visitar o Museu Cosme Damião. Vladimir Hrádecký está convencido que o melhor para o filho é uma mudança para a Luz, não só por ter ficado satisfeito com o resultado da reunião que teve com Vieira, mas também porque, mesmo saindo da Bundesliga, o filho poderá atuar num clube que está na fase de grupos da Liga dos Campeões.

Alemães dificultam

Uma fase do negócio está feita, falta agora ao Benfica avançar para a outra. E esta muito difícil. O Eintracht Frankfurt não quer perder o guarda-redes titular e promete dificultar ao máximo a sua saída. O emblema germânico quer, no mínimo, 8 milhões de euros pelo guarda-redes e garantem que não o libertam por menos.

A um ano do final de contrato, e com a possibilidade de assinar em janeiro a custo zero, Hrádecký tem esse trunfo a favor, mas o Eintracht não parece disposto a baixar a fasquia, porque não quer perder o jogador. Os próximos dias serão decisivos para Benfica e guarda-redes.

Aliás, segundo notícias que chegam da Alemanha, o Eintracht Frankfurt tem uma proposta de renovação pronta para entregar ao guarda-redes ainda esta semana. Os dirigentes germânicos prometem ao internacional finlandês um salário que entra diretamente para o teto salarial do clube, mas não deverá ser fácil convencê-lo a renovar.

Caso isso aconteça, o Benfica continua a ter outras alternativas em carteira. Tomás Vaclík, do Basileia, e Zoet, do PSV, são nomes que também agradam na SAD, mas tanto o checo como o holandês têm preços de mercado considerados elevados para o que o Benfica está disposto a gastar num guarda-redes.

Dossiê para resolver com rapidez

O reforço da baliza assume, neste momento, caráter de prioritário na SAD encarnada. Luís Filipe Vieira já queria ter este assunto resolvido e tratou da questão atempadamente com a vinda para Portugal de André Moreira – falta de acordo com o At. Madrid colocou o guarda-redes no Braga. Este contratempo acabaria por atrasar toda a situação em relação à baliza, que ficou a pedir um reforço desde que Ederson saiu para o Manchester City. Na Luz, são vários os nomes em estudo, mas a verdade é que Luís Filipe Vieira não quer fazer um investimento alto num guarda-redes, o que dificulta a situação negocial. Com este ‘atraso’ na questão baliza, também Paulo Lopes ficou com a situação por definir. Recorde-se que o clube ofereceu ao português um cargo de coordenação, mas este queria jogar mais um ano, pelo que nada está ainda decidido.

Por João Soares Ribeiro e Vanda Cipriano
24
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.