Investimento no ataque atinge os 12 milhões

Setor muito reforçado

• Foto: Benfica

A SAD benfiquista está empenhada em criar condições para a equipa voltar a conquistar o título de campeão e entre na Liga dos Campeões. Por isso, o ataque foi um setor em que as águias investiram perto de 12 milhões de euros com a contratação de Castillo e Ferreyra.

De acordo com o prospeto do empréstimo obrigacionista que o Benfica lançou na semana passada, a contratação do avançado chileno implicou um investimento de 7,8 milhões de euros, entre pagamento ao Pumas e serviços de intermediação.

Por outro lado, Luís Filipe Vieira e seus pares desembolsaram 4 milhões de euros para garantir o avançado que chegou dos ucranianos do Shakhtar Donetsk. Essa verba que foi explicada com os serviços de intermediação e prémio de assinatura, pois Ferreyra estava em final de contrato.

Um esforço considerável para um posição que já perdeu Raúl Jiménez, para o Wolverhampton (o empréstimo do mexicano rende 3 milhões de euros, estando a cláusula de opção de compra situada nos 38 M€).

3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.