Italianos destacam a "inesperada metamorfose" de Taarabt: "de malabarista a operário"

Portal 'Goal' atribui grande crédito a Bruno Lage na mudança do marroquino

• Foto: Miguel Barreira

"A segunda vida de Adel Taarabt no Benfica, a vingança do número 8". É com este título que este domingo a versão italiana do portal Goal destaca a evolução e mudança na carreira do marroquino desde que passou de um jogador afastado a figura de primeira linha no Benfica. Tudo à boleia de Bruno Lage, que no entender os italianos transformou o 'freestyler' magrebino num jogador de equipa.

Na sua análise, o 'Goal' lembra o passado de lances mágicos em Berre-l'Étang, na zona de Marselha, e a ascensão ao futebol profissional sempre com o rótulo de jogador individualista. "Para alguém como ele, perseguir o adversário era algo quase humilhante. E não é coincidência que a sua insolência tática e a sua falta de sentido de sacrifício o tenha levado a ser criticado por vários treinadores, como por exemplo Harry Redknapp, que no QPR o apelidou de 'pior profissional que alguma vez viu' e que o visou pelo seu peso a mais".

Do QPR chegou a passagem por Itália e depois a ida para o Benfica, com quase quatro anos sem nada fazer. "Até surgir um encontro que lhe mudou a vida": a entrada em cena de Bruno Lage e a chamada inesperada para defrontar o Tondela. "Foi o começo de algo inimaginável". Não só pela sua preponderância em campo, mas também pela mudança de atitude nas quatro linhas. "Acostumado a brincar na ala, a médio ou a segundo avançado, Adel reinventou-se por completo como médio centro, bem longe da sua zona de conforto. De malabarista a operário, uma inesperada metamorfose, que o levou a fixar-se no meio campo das águias e também como um dos melhores médios da Liga".

Um estatuto confirmado pelas estatísticas, com as 122 bolas recuperadas, isto para lá ser o sétimo jogador com maior eficácia de drible e também no top-10 quanto à eficácia de passe. "Jogos com menor prestígio, mais concreto, um incrível trabalho tanto do ponto de vista físico como mental, para um jogador que agora aparenta estar totalmente confiante. E tudo graças a Bruno Lage, como o próprio jogador assumiu".

"E mesmo que na alma, mesmo lá no fundo, ainda se sinta para sempre como um número 10, Adel mostrou que não devemos nunca desistir. A crescer, a evoluir e a ultrapassar o próprios limites: a grande vingança de Taarabt".

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.