José Eduardo Moniz: «Vouchers? Quem não deve não teme»

Vice-presidente fala na "transparência" do clube

• Foto: Paulo Henriques

O "caso dos vouchers" continua na ordem do dia. Depois de Luís Filipe Vieira ter assumido esta quarta-feira, em entrevista ao 'Correio da Manhã' que o Benfica quer ver o caso decidido de "forma célere", também José Eduardo Moniz abordou a situação sublinhando que os encarnados não vão continuar a alimentar 'fait-divers'.

"O Benfica tem uma vida muito transparente, quero tornar isso claro. De resto não estamos nada preocupados com isso, quem não deve não teme. O que não pode haver da parte da direção do Benfica é esta alimentação de 'fait-divers', àqueles que em vez de gostarem de estar a disputar os jogos dentro do relvado, se esforçam para fazer isso na secretaria", afirmou o vice-presidente do Benfica à Rádio Renascença.

O dirigente, que faz parte da lista de Vieira nas eleições que irão decorrer na Luz amanhã, apontou ainda um dos primeiros objetivos para o quinto mandato da direção. "Nós todos no Benfica temos a ambição de conseguir o tetra. Temos confiança na equipa técnica, nos jogadores e isso reforça o ambiente de confiança que existe entre todos nós", afirmou, sublinhando que não está preocupado com os outros clubes. "Cada um deve olhar para a sua casa", concluiu.

Por Sofia Lobato
17
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.