Lindelöf ajuda a salvar clube de origem

Vasteras prestes a receber bónus

• Foto: Carlos Gonçalves

Victor Lindelöf tem ajudado a defesa do Benfica, mas também outro clube fora de campo. O Vasteras SK, de onde o defesa sueco se transferiu para a Luz, terá direito a 275 mil euros quando este cumprir 10 jogos como titular na Liga e na Champions, o que pode acontecer já esta sexta-feira, com o Braga. Uma ajuda que pode fazer toda a diferença para o emblema do terceiro escalão do futebol sueco. "Somos um clube pobre. Há cerca de um ano, estivemos a 400 mil coroas (43 mil euros) de falir. Tínhamos dívidas de 3,5 milhões de coroas (380 mil euros) e tivemos de nos reorganizar para salvar o clube. Toda a ajuda é bem-vinda", afirma a Record Ado Sadzak, diretor do Vasteras SK.

Lindelöf representou as cores do clube entre os 15 e os 17 anos, período em que começou a ser chamado às seleções jovens da Suécia. "Era um bom jogador, daqueles que aparecem uma vez a cada 10 anos. Quando chegou, num estágio de verão com 50 ou 60 jogadores, destacou-se logo. Jogava como lateral-direito e era um lateral muito moderno, com capacidade física para correr durante 90 minutos e sempre a jogar muito adiantado", descreve o dirigente.

Ainda assim, todos no Vasteras ficaram surpreendidos quando souberam do interesse do Benfica. "Nem acreditámos", admite. "Sabíamos que era bom, mas não pensámos que poderia ir para um dos maiores clubes da Europa", acrescenta.

O espanto é ainda maior quando, agora, vê Lindelöf jogar Liga dos Campeões e, com apenas 21 anos, a chegar à seleção principal da Suécia. "A maior qualidade que tem é a paciência. Trabalha sem queixas, é tolerante. Demorou quatro anos a chegar à primeira equipa do Benfica, mas chegou. Tenho um amigo sueco em Lisboa que tem acompanhado o Victor e via quase todos os jogos da equipa B. Sabíamos como tinha evoluído e já esperávamos que tivesse uma oportunidade nesta temporada na primeira equipa", garante o dirigente.

Agora, Lindelöf tornou-se num ídolo em Vasteras. "No verão, vem sempre aqui ao clube para treinar. Faz ginásio, corre... Não joga, mas acho que é porque tem no contrato que não pode fazê-lo, por causa de possíveis lesões", refere Sadzak. "No ano passado, já depois de ser campeão da Europa de sub-21, esteve cá e fartou-se de dar autógrafos aos miúdos mais novos. Agora, quando o Benfica está a jogar e o Victor está em campo, muita gente na Suécia vê o jogo. Sobretudo aqui em Vasteras. Aliás, acho que o Benfica ganhou muitos novos adeptos…", conclui o dirigente do Vasteras.

Por Sérgio Krithinas
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Bruno Lage é para blindar

Principal objetivo das águias é passar a cláusula de rescisão do técnico dos 10 milhões de euros para os 20 milhões

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.