Lindelöf entra diretamente para os centrais mais caros da história

Depois de Ederson, águias voltam a ter um jogador a figurar num top

• Foto: Luís Manuel Neves

Poucos dias depois de ter anunciado a transferência de Ederson para o Manchester City, a troco de 40 milhões de euros, o Benfica volta a encaixar uma verba milionária na venda de um dos seus jovens e, tal como no caso do brasileiro, coloca um jogador (Victor Lindelöf) numa posição cimeira nos mais caros nas respetivas posições.

Depois de ter visto Ederson tornar-se no segundo guarda-redes mais caro da história, apenas superado pelo mítico Gianluigi Buffon, o clube da Luz faz Lindelöf entrar para o top dos defensores que mais dinheiro movimentaram. O sueco passa, assim, a ser o nono defesa mais caro da história - em igualdade com Mats Hummels e David Luiz, sendo ainda o terceiro no que ao Manchester United diz respeito, apenas superado por Rio Ferdinand (46 milhões de euros) e Eric Bailly (38).

De referir que, caso o defesa cumpra os objetivos e faça ingressar nos cofres do Benfica os 10 milhões de euros adicionais previstos, nesse caso Lindelöf passará a ser o quarto defesa mais caro da história do futebol, apenas atrás de David Luiz e Rio Ferdinand.

Eis a lista dos defesas mais caros da história

1. John Stones, 55,6 milhões de euros (Everton para o Man. City)
2. David Luiz, 49,5 milhões de euros (Chelsea-Paris SG)
3. Rio Ferdinand, 46 (Leeds-Man. United)
4. Nicolás Otamendi, 44,6  (Valencia-Man. City)
5. Thiago Silva, 42,0 (AC Milan-Paris SG)
6. Lilian Thuram, 41,5 (Parma-Juventus)
7. Shkodran Mustafi, 41 (Valencia-Arsenal)
8. Eric Bailly, 38 (Villarreal-Man. United)
9. Victor Lindelöf, 35 (Benfica-Man. United)
. Mats Hummels, 35 (Borussia Dortmund-Bayern Munique)
. David Lui, 35 (Paris SG-Chelsea)

Por Fábio Lima
5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0