Record

Luis Fernández: «Não foram profissionais»

TÉCNICO SENTE-SE MALTRATADO E FECHA A PORTA AO BENFICA

A lista de potenciais substitutos de José António Camacho foi pela segunda vez encurtada. Depois de Scolari ter rompido com os encarnados, desta feita é Luis Fernández que não fica à espera de uma resposta. Não foi contactado nos últimos três dias e já está em Paris
Luis Fernández: «Não foram profissionais» • Foto: Fernando Ferreira
A lista de candidatos a treinador do Benfica sofreu ontem nova redução, depois do seleccionador Luiz Felipe Scolari também ter fechado a porta a qualquer entendimento com os encarnados. Desta vez é Luis Fernández que, sentindo-se maltratado pelos dirigentes das águias, entende não ter condições para preencher o lugar que José Antonio Camacho deixou livre.

"O assunto não sofreu qualquer evolução, não sei de mais nada, porque ninguém do Benfica fala comigo há três dias", começou por dizer-nos o técnico francês, ao telefone, já em Paris. Fernández deixou Lisboa ontem de manhã, sem ter recebido, nas últimas horas, qualquer resposta para as exigências que fez. "Nestas coisas há que manter uma certa linha de actuação e, comigo, não tiveram um comportamento correcto, não foram profissionais. Mesmo que voltem a entrar em contacto é certo que já não serei treinador do Benfica", garantiu o homem que trabalhou no Espanyol na época que findou.

Fernández, de resto, socorreu-se do exemplo do FC Porto para mostrar a sua incompreensão pelo impasse vivido nos últimos dias. "O FC Porto apresentou um treinador que levou consigo os adjuntos que entendeu ser necessários para realizar um bom trabalho. Os meus o Benfica não quer. Não compreendo qual é o problema com as pessoas que indiquei", adiantou o gaulês, referindo-se ao preparador físico Feliciano de Blasi e ao adjunto Gasset, elementos habituais nas equipas técnicas que tem liderado mas que, pelos vistos, não chegaram a acordo com o Benfica.

"Estava bastante entusiasmado com esta oportunidade de treinar o Benfica", solta ainda o antigo internacional que, no entanto, garante ter várias hipóteses de trabalho pela Europa fora. "Agora estou de férias mas tenho propostas, uma da Turquia, outra de Itália e ainda uma de Espanha". Recorde-se que o técnico não chegou a acordo, recentemente, para renovar com o Espanyol, emblema que salvou da descida de divisão.
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

M