Record

Marco Freitas recusa ficar no Benfica sem jogar

JOGADOR AFIRMA QUE PREFERE SAIR DA LUZ PARA SER UTILIZADO COM REGULARIDADE

MARCO Freitas afirmou quarta-feira que prefere deixar o Benfica do que continuar e não jogar. Decepcionado, o médio confessou que esta época é a “pior” desde os tempos dos infantis. Sem oportunidades nos encarnados, o futebolista entende que o melhor é encontrar uma equipa onde possa ser utilizado com regularidade.

Depois de na temporada passada ter sido cedido ao Alverca, Marco Freitas foi incluído no plantel às ordens de Jupp Heynckes. Contudo, muito raramente fez partes dos planos do técnico alemão. Alinhou apenas em Alverca e frente ao Celta de Vigo, no Estádio da Luz. Em ambos os encontros actuou os 90 minutos. Por isso assumiu que a temporada foi “bastante decepcionante”, sublinhando logo de seguida: “Aliás, é a minha pior época desde os infantis.”

POUCAS OPORTUNIDADES

Como atenuante para o facto de ter sido pouco utilizado, o centro-campista apontou ”o problema físico nos adutores” que há muito o vem apoquentando. ”Esse problema marcou bastante a minha época. Estive quase sempre a 50 por cento daquilo que posso render.”

No entanto, o futebolista acabou por reconhecer que as oportunidades foram poucas. ”Heynckes sabe o meu valor. Infelizmente, não tive oportunidade para o mostrar, nem nos treinos nem nos jogos”, observou, acrescentando: ”Além de ter estado praticamente a 50 por cento, só disputei dois desafios – com o Alverca e o Celta. Foram poucos jogos para mostrar o que podia render. Se calhar, não tive as oportunidades suficientes.”

Marco Freitas entende que o melhor é mudar de ares, apesar de estar contratualmente vinculado ao clube da Luz por mais dois anos. ”Estive uma época parado e o melhor é sair, desde que seja para jogar. Não admito continuar no Benfica sem jogar. Este foi um ano perdido. Quando um jogador está parado, perde a condição física e o valor, deixa de ser visto. Assim, é importante jogar.”

FUTURO PERTENCE A DEUS

Marco Freitas não adiantou qual o seu destino, na próxima temporada. Aliás, escusou-se a dizer se existem propostas, salientando que o seu empresário, Paulo Barbosa, tem estado em contacto com a Direcção encarnada.

”Tudo o que sei é pelos jornais, a Direcção não me comunicou nada. Mas não estou preocupado: sei do meu valor e tenho um representante para resolver os assuntos”, afirmou, acrescentando: ”O meu empresário sabe se há ou não propostas. Temos estado a falar.”

Sem querer traçar cenários, o jogador não disse se deseja continuar ligado ao Benfica, sendo cedido temporariamente – ”Tenho mais dois anos de contrato e cabe à Direcção decidir se fico ou se serei emprestado”. Da mesma forma, não esclareceu se prefere jogar no estrangeiro ou continuar no nosso País. ”O futuro a Deus pertence. Quero é jogar.”

NUNO MARTINS

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

M