Record

Mawete Júnior despontou nos iniciados do Massamá

AVANÇADO MARCOU DOIS GOLOS AO BENFICA NA ÉPOCA 1993/94 E FOI LOGO CONTRATADO

O coordenador do gabinete de prospecção dos encarnados, Rui Oliveira, era o técnico dos jovens e gostou tanto da exibição do angolano que aconselhou a sua contratação. "Não saí do campo sem falar com ele e ficar com o telefone", recorda
Mawete Júnior despontou nos iniciados do Massamá • Foto: Paulo Calado
MAWETE João Baptista Júnior, conhecido no mundo do futebol pelo primeiro e último nome, precisou apenas de um minuto para desfeitear Costinha. O guarda-redes da U. Leiria não conseguiu deter um remate do avançado do Benfica B, promovido no último sábado à equipa principal, que, logo na primeira vez em que tocou na bola, marcou um golo que acabou por valer um precioso ponto para as contas dos encarnados na I Liga.

Mawete nasceu a 25 de Janeiro de 1981, em Luanda, mas, como tantos outros angolanos, é em Portugal que cresce. O futebol sempre foi uma paixão e o Massamá, terra onde ainda reside actualmente, o primeiro clube que representou. Em 1993, deu-se o momento de viragem na carreira do jovem quando a equipa da linha de Sintra recebeu o Benfica em jogo a contar para o campeonato de iniciados. O resultado final foi um empate (2-2) com Mawete a apontar os dois golos e a rubricar uma excelente exibição que despertou a cobiça de Rui Oliveira, então técnico dos jovens encarnados.

"Fiquei impressionado com a prestação do Mawete que revelou enorme agressividade, boa capacidade técnica e só via a baliza, tendo inclusive terminado o desafio a defesa central", recorda o actual coordenador do gabinete de prospecção do Benfica que foi rápido a agir. "Não saí do campo antes de falar com ele e ficar com o contacto da casa dos pais. Depois, aconselhei a sua contratação e o Mawete foi contratado", refere.

Rui Oliveira e Bastos Lopes foram os primeiros técnicos do angolano nos iniciados da Luz. Após duas épocas nos juvenis e outras tantas nos juniores, onde se sagrou campeão nacional, Mawete integrou a equipa B. Humilde e puro, Mawete mantém um grupo de amigos desde a infância com quem gosta de conviver na sua residência.

Os computadores, o cinema e, claro, os jogos de futebol na televisão completam o leque de preferências nos tempos livres do avançado que tem contrato com o Benfica até 2005.

Rui Oliveira: «É rápido e agressivo próximo da baliza»

"O Mawete é um jogador extremamente agressivo e rápido junto à baliza, além de ser forte no um para um. Tem todas as potencialidades para ir longe, mas tudo dependerá dele e da forma como trabalhar. Só fez aquele golo porque se desmarcou como um bom avançado deve fazer e aqueles 15 centímetros que ganhou ao defesa foram decisivos para marcar e ajudar o Benfica a ganhar um ponto. Foi importante para ele e para todos os jovens da equipa B."

Chalana: «É um jogador forte com muito potencial»

"O Mawete é um jogador forte que dá cabo de qualquer defesa. Naturalmente, tem de ganhar mais maturidade e melhorar certas coisas com o tempo. Daqui a um ano ou dois poderá afirmar-se pois tem bastante potencial. O golo que marcou à U. Leiria é de excelente execução técnica, psicologicamente foi muito bom para ele ter marcado pois isso dá-lhe mais vontade. Agora, há que o ajudar e dar-lhe ânimo."

Geraldo: «Poderá vir a formar dupla com Mantorras»

"O Mawete entrou muito bem no jogo e o golo que marcou à U. Leiria foi à ponta-de-lança porque resultou de um lance em que revelou grande oportunismo. É menos experiente do que o Mantorras, mas é um jogador com muita força, técnica e uma enorme capacidade de impulsão. Estou convencido em como ele poderá ser o futuro parceiro de Mantorras na frente de ataque do Benfica. Tem condições para isso."
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Salvio em dúvida

Extremo ainda sente muitas dores e, neste quadro, quer ficar fora do jogo com o Arouca
Notícias

Notícias Mais Vistas

M