Movimento Servir o Benfica pede recontagem dos votos físicos das últimas eleições

Requerimento foi entregue esta quarta-feira e há também uma petição pública em curso

O Movimento Servir o Benfica entregou esta quarta-feira, no Estádio da Luz, um requerimento a solicitar a recontagem dos votos físicos das últimas eleições que elegeram Luís Filipe Vieira para novo mandato na presidência do Benfica.

O movimento condena "veementemente a forma pouco transparente e democrática como decorreu" o ato eleitoral e, além do requerimento, está também em curso uma petição pública para fortalecer "a posição de todos os que defendem um Benfica transparente e democrático".

Leia o comunicado do Movimento Servir o Benfica:

"Assinalam-se hoje duas semanas desde que os Benfiquistas acorreram em massa à Luz e às Casas do Benfica, não esquecendo todos os associados não residentes em Portugal Continental, para sufragar os projectos concorrentes aos Órgãos Sociais do Clube no quadriénio 2020-24.

Se é verdade que registamos com orgulho a massiva participação dos sócios na votação, não é menos verdade que condenamos veementemente a forma pouco transparente e democrática como decorreu. Condenamos a inexistência de cobertura da BenficaTV ao período eleitoral, demitindo-se da defesa da pluralidade no seio do Clube e do seu dever de informação aos sócios. Consideramos ainda mais preocupante e atentatório aos valores do Clube a recolha das urnas de voto, deficientemente seladas, para viaturas descaracterizadas, impedindo a contagem dos votos e afectando a credibilidade de uma posterior recontagem. O ex-Vice-Presidente da Mesa da Assembleia Geral, Virgílio Vieira, em substituição do anterior Presidente da MAG que se auto-excluiu do processo e da defesa do Clube, condicionou todo o acto eleitoral num comportamento ausente da transparência e do espírito democrático que o Movimento defendeu durante todo o acto eleitoral.

Os membros do Movimento têm trabalhado diaria e afincadamente sobre o que melhor aconteceu há duas semanas - a exaltação da vontade dos sócios, a expressão do clamor por debate e discussão em torno dos pilares do Associativismo encarnado. Fruto desse trabalho desenvolvido, surge o requerimento hoje entregue no Estádio da Luz, subscrito simbolicamente pelos cabeças de lista da candidatura do Movimento mas transmitindo uma posição em que seguramente muitos dos milhares de sócios que participaram na reunião de Assembleia Geral Eleitoral se revêem.

Não nos move o surgimento de resultados negativos no futebol, já que as vitórias são por todos festejadas e as derrotas por todos são sofridas. Do mesmo modo, o motivo não se prende no novo e tristemente repetitivo episódio de buscas das autoridades nas nossas instalações. Sobre tal, apenas sublinhamos que os sócios aguardam uma explicação concreta e franca acerca do ocorrido. Move-nos sim, tal como sempre nos moveu e nos moverá, a necessidade imperiosa de comprovar com rigor a validade dos resultados originados pela adesão massiva dos associados às eleições dos novos Órgãos Sociais.

Os sócios do Benfica têm o direito de ver esclarecido o modo como decorreram as eleições, de saber por quem foram tomadas as decisões na organização do dia eleitoral, de perceber que garantias existem sobre o programa informático utilizado, e de verem os seus votos contados.

Os Órgaos Sociais do Clube devem aos sócios este esclarecimento. Como tal, convidamos todos os sócios do Sport Lisboa e Benfica a subscrever esta petição pública, fortalecendo a posição de todos os que defendem um Benfica transparente e democrático. Contamos com cada um de vós. E cada um dos sócios do Benfica sabe que poderá contar, hoje e sempre, connosco. Por um Benfica à Benfica. Porque, hoje e sempre, só uma coisa faz sentido:

Servir o Benfica!"

Por Record
41
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.