Nélson Semedo é demasiado caro para o Barcelona

'Mundo Deportivo' diz que verba pedida excede o valor que os catalães podem pagar

• Foto: Epa

Há muito atento ao mercado de olho em opções para reforçar a lateral direita, que deverá em breve deixar de ter Aleix Vidal - um jogador que não convenceu Luis Enrique -, o Barcelona estará numa fase de seleção final quanto às possíveis contratações para aquela posição e, segundo o 'Mundo Deportivo', nessa lista não entra o lateral benfiquista Nélson Semedo. Não pela qualidade ou falta dela, mas por causa da razões monetárias.

De acordo com aquela publicação, o internacional português é visto como um jogador demasiado caro para a realidade do clube catalão - pelo menos para o mercado de inverno -, surgindo numa lista de 'descartados' que inclui também Mattia de Sciglio (AC Milan), Pol Lirola (Sassuolo) e Almamy Touré (Monaco), todos eles pelo elevado valor que as suas contratações implicariam.

De referir que, conforme Record adiantou em primeira mão, a cláusula do lateral, de 23 anos, irá ser revista em alta, passando a figurar nos 80 milhões de euros - a mais alta do futebol português na atualidade.

À procura de um lateral experiente

Ainda que há muito seja apontado como estando na mira do Barça, o também português João Cancelo não é opção única e, de acordo com o mesmo jornal, os catalães estão até inclinados para se virarem para outras paragens. Basicamente, o clube da Catalunha pretende "um jogador que procure glória e não dinheiro". Neste plano, as opções são Darijo Srna (Shakhtar Donetsk), Stephan Lichsteiner (Juventus) e Branislav Ivanovic (Chelsea), ainda que este último tenha uma salário elevado para aquilo que os catalães estarão dispostos a pagar.

Por Fábio Lima
22
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.