Record

O resistente

PEDRO CORREIA FINTOU DISPENSA E DUAS LESÕES GRAVES

O resistente
O resistente • Foto: Pedro Ferreira
No final da época passada, à chegada de um torneio no estrangeiro, a equipa de juniores do Benfica foi chamada à direcção do futebol de formação. Todos os jogadores de segundo ano (1987), incluindo internacionais como Ricardo Janota, receberam ordem de dispensa. Excepto Pedro Correia, que acabaria por integrar o plantel de Fernando Santos após o Verão e, anteontem, marcou o penálti dos milhões no Dubai.

O lateral assumiu-se na Luz como único resistente de uma geração que, em termos nacionais, oferece nomes como os portistas Bruno Gama e Hélder Barbosa, ou os leões Pereirinha e Zezinando. Mas é essa a história deste jogador, resistir, como quando fintou uma pubalgia ou, aos 18 anos, uma entorse que lhe roubou 6 meses de relvado. “Às vezes, triste, dizia que desistia do futebol e ia para a universidade. Mas aquilo era a revolta a falar, porque o que ele queria era dar tudo para recuperar rapidamente e voltar à competição”, lembra Rui Vitória, o seu treinador nos juniores do Benfica.

Mais informação na edição impressa de Record
32
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

M