Operação Lex: Vieira mencionado em relatório do Departamento de Estado dos EUA

Documento aborda, entre outros temas, a corrupção em Portugal

O Departamento de Estado dos Estados Unidos da América (EUA) divulgou o seu mais recente relatório sobre práticas de Direitos Humanos em 2020 no no qual aborda, entre outros temas, a corrupção em Portugal. O documento lembra vários processos judiciais em curso e um deles é a Operação Lex, sendo mencionado o nome do presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira. 

Na seção 4 do relatório, intitulado 'Corrupção e falta de transparência no governo', é referido que "houve relatos de corrupção nos ramos executivo e legislativo do governo central durante o ano" e o documento lembra que "a 18 de setembro, o Ministério Público autuou 17 réus por prática de corrupção passiva e ativa, recebimento de vantagem indevida, abuso de poder, abuso de função, falsificação de documentos, fraude fiscal e lavagem de dinheiro".

O Departamento de Estado norte-americano faz depois referência aos arguidos do processo e é nesse ponto que aparece a menção ao presidente do Benfica. "Entre os arguidos encontravam-se Rui Rangel, antigo juiz do Tribunal da Relação de Lisboa; Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa; e Luís Filipe Vieira, presidente do clube de futebol do Benfica. O caso, intitulado Operação Lex, estava sob investigação há quatro anos"", pode ler-se.

Por Record
227
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.