Paulo Gonçalves à chegada ao tribunal: «Acima de tudo sou benfiquista»

Ex-assessor jurídico do Benfica ouvido no âmbito do processo E-Toupeira

Paulo Gonçalves
Paulo Gonçalves
Paulo Gonçalves

Paulo Gonçalves já está no Tribunal Central de Instrução Criminal, em Lisboa, para ser ouvido no âmbito do processo E-Toupeira. Questionado se sente ter perdido o apoio da SAD do Benfica, o ex-assessor jurídico das águias não se alongou em comentários.

"Não estou preocupado com isso, só em colaborar com a justiça. Acima de tudo sou benfiquista", afirmou.

Depois de Júlio Loureiro, uma das alegadas 'toupeiras' do Benfica, é hoje a vez de Paulo Gonçalves ser ouvido. O ex-assessor jurídico das águias, que cessou funções oficialmente em setembro último, está acusado de 79 crimes no processo E-Toupeira e falará agora perante a juíza de instrução criminal Ana Peres.
 
O ex-responsável das águias refuta todas as acusações. "Saber não é crime. Ver não é ilícito. Simpatia não é tráfico de influência. Educação não é corrupção. Defesa não é ofensa. Exigência não é pressão", expressa na sua defesa.

Chegada de Paulo Gonçalves ao tribunal

73
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.