Paulo Gonçalves pediu a funcionário judicial para não publicar fotos do Benfica: «Podem desconfiar»

Acusação revela pedido do assessor jurídico da SAD encarnada a José Silva, por intermédio de Óscar Cruz

• Foto: Ricardo Jr

Paulo Gonçalves pediu a José Silva - através do empresário Óscar Cruz, para "resguardar-se e não exibir muitas fotografias e camisolas do SLB (...) se não podem desconfiar". A informação consta do despacho de acusação do processo E-Toupeira, a que Record teve acesso, e ocorreu a 4 de março deste ano, no dia seguinte a um Benfica-Marítimo na Luz.

O funcionário judicial assistiu, juntamente com Júlio Loureiro - outro funcionário judicial e também arguido - e Óscar Cruz, à partida em questão, com convites oferecidos pelo assessor jurídico da SAD encarnada. Após esse jogo, Paulo Gonçalves "permitiu a José Silva o acesso a zona reservada do Estádio da Luz, junto aos lugares de estacionamento dos jogadores de futebol, para que pudesse contactar diretamente com os jogadores."

Segundo a acusação, José Silva assim o fez e tirou fotografias com Samaris, Jardel, Douglas, Eliseu e Luisão, que "depois publicou no seu Facebook". Atitude que levou ao tal 'aviso' de Paulo Gonçalves através de Óscar Cruz: "Para as pessoas não ficarem com ideias (...) é melhor prevenir", transmitiu o empresário ao funcionário judicial pouco depois da meia noite e meia.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas