Paulo Gonçalves terá oferecido bilhetes para jogos e camisolas aos oficiais de justiça

Alegadas contrapartidas pelas informações prestadas, segundo o CM

As contrapartidas oferecidas por Paulo Gonçalves aos oficiais de justiça que alegadamente lhe terão dado informações sobre o caso dos e-mails passavam por convites VIP para assistrem a jogos do Benfica, na Luz e fora de casa, bem a oferta de produtos de merchandising, como camisolas da equipa principal, segundo está a divulgar o Correio da Manhã.

O assessor jurídico do Benfica, braço direito de Luís Filipe Vieira, foi detido esta manhã no âmbito da operação e-toupeira.

Nesta investigação, segundo o comunicado da Polícia Judiciária divulgado esta manhã, averigua-se "o acesso ilegítimo a informação relativa a processos que correm termos nos tribunais ou departamentos do Ministério Público a troco de eventuais contrapartidas ilícitas a funcionários". 

103
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.