'Hacker' Rui Pinto fica em prisão domiciliária

Juiz do tribunal de Budapeste já decretou medida de coação

• Foto: CMTV

O 'hacker' Rui Pinto, acusado de aceder às contas de email do Benfica, vai ficar em prisão domiciliária, avança esta sexta-feira o 'Correio da Manhã'.

O pirata informático, detido na última quarta-feira, na Hungria, compareceu esta manhã num tribunal em Budapeste para ser ouvido por um juiz, que acabou por decretar uma das medidas de coação menos gravosas.

Rui Pinto vai para a casa, onde mora desde maio de 2017, aguardar a extradição e em princípio ficará com pulseira eletrónica, presumivelmente sem acesso a meios informáticos. Dentro de 60 dias este caso será apreciado por um tribunal de instância superior na Hungria.

Inquirido pela CMTV sobre se foi ele quem acedeu aos emails do Benfica Rui Pinto disse "não falo sobre o Benfica".

Acrescenta o canal de televisão da Cofina que no final o advogado perguntou a Rui Pinto se ficou satisfeito com a medida de coação e que o 'hacker' respondeu que sim. 

Um dos argumentos utilizados pelo advogado que representou o pirata informático foi o facto de Rui Pinto não ter condenações anteriores e de não haver perigo de fuga.  

(Notícia atualizada às 11h08)

Saída de Rui Pinto do tribunal de Budapeste

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.