Record

Quique faz história

ÁGUIAS NUNCA TINHAM AFASTADO ITALIANOS APÓS PERDER 1.ª MÃO

O Benfica fez história ontem à noite pela mão de Quique Flores. E pelo pé esquerdo de Reyes e cabeça de Nuno Gomes, já agora. Nunca tinha eliminado equipas italianas depois de se ver em desvantagem na primeira mão em quatro tentativas.

Roma, Milan, Fiorentina e Lazio tinham afastado os encarnados ao estilo italiano. Venceram a primeira mão e geriram a segunda com calculismo e pragmatismo, beneficiando do nervosismo do adversário. O Nápoles tentou fazer o mesmo, mas, desta vez, sem sucesso.

O Benfica que caiu com a Roma, em 90/91, era treinado por Sven-Goran Eriksson e, apesar de contar com estrelas como Paulo Sousa, Mozer, Vítor Paneira ou João Pinto, perdeu os dois encontros.

Quatro épocas depois, foi a vez do Milan bater as águias em plena “era Artur Jorge”. Manuel José ainda venceu a Fiorentina na segunda mão em Itália, mas o mal estava feito na antiga Luz: derrota por 2-0. Finalmente, a Lazio, já sob gestão de Camacho: dois desaires 0-1 com Simão Sabrosa, Petit, Tiago ou Miguel em campo.

Mas Quique contou com uma ajuda para inverter a tendência – o 2 de Outubro. Nesse dia, o Benfica só ganhou em partidas europeias: com o Distillery (Irlanda do Norte, 63/64), Valur (Islândia, 68/69), Vanlose (Dinamarca, 74/75) e Hamrun (Malta, 91/92).

Mais informação na edição impressa de Record

Saiba tudo sobre este tema com o Meu Record. Instale-o e faça parte do mundo Record.
6
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

M