Recados para Jesus e elogios para Vitória

CEO lembrou "barreiras erguidas" e treinador realçou aposta do antecessor

O passado  e o futuro da formação benfiquista estiveram sábado em discussão num encontro que reuniu altos quadros e elementos das várias equipas técnicas dos escalões jovens das águias. Bruno Lage e Domingos Soares de Oliveira foram dois dos oradores, em intervenções marcadas por recados a Jorge Jesus e elogios a Rui Vitória.

O administrador da SAD benfiquista não falou em nomes, mas de forma indireta deixou uma crítica velada ao agora treinador do Flamengo, que esteve seis temporadas no Benfica. "Houve treinadores nesta casa que erguiam barreiras entre o futebol de formação e o futebol profissional. Hoje não temos essas barreiras. Há uma coerência nos métodos de trabalho, nesta ida e volta de jogadores e técnicos dos vários escalões", afirmou o dirigente, perante uma plateia de 150 treinadores e outros quadros que encheram o auditório do Museu Cosme Damião, no complexo da Luz.

No cargo de treinador do plantel principal desde janeiro, Lage, depois de ter feito um balanço do trabalho efetuado na formação desde 2004, assinalou que o paradigma só mudou realmente com a chegada do antecessor. "A determinada altura, as coisas estavam consolidadas no projeto de vencer campeonatos, quer nos seniores, quer na formação. E essa parte vivi. O passo seguinte não vivi, acompanhei à distância, que foi a integração de jovens no plantel principal. A passagem foi feita, nem sempre com uma afirmação sólida, mas com a possibilidade de fazer receita. Era fundamental ter receita para várias coisas e uma delas era continuar a dar condições, quer em termos de estrutura, quer em condições de treino. E com o tempo, fundamentalmente com a entrada de Rui Vitória, houve uma aposta efetiva no nosso trabalho enquanto treinadores de formação", vincou.

Pérolas 'perdidas'

A aposta da formação arrancou há 15 anos, mas só nos últimos cinco se conseguiu ver jovens a afirmar-se no topo da hierarquia benfiquista. Lage lembrou a geração de 1994, campeã em todos os escalões. "Só para terem uma ideia, três desses jogadores [Ederson, Cancelo e Bernardo Silva] estão agora no Manchester City", observou o técnico campeão nacional. 

Mestres ourives a lapidar diamantes

Domingos Soares de Oliveira não poupou nos elogios aos treinadores da formação benfiquista e salientou que os títulos da equipa principal têm o cunho deles. "Se fomos campeões, foi porque houve muita gente a trabalhar. E o vosso trabalho ao longo dos últimos dez anos foi extremamente importante. Muitas das pessoas que contribuíram, jogadores e até o treinador, foram as chaves mestras para o sucesso e foram preparados por vocês", salientou o CEO da SAD benfiquista, falando aos treinadores da formação, afirmando que "são claramente os ourives que preparam a matéria-prima e lapidam os nossos diamantes".

Por Alexandre Moita e Valter Marques
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0