Record

Renato Sanches: coração malandro

as origens do "bulo"

Renato Sanches: coração malandro
Renato Sanches: coração malandro • Foto: fernando ferreira

Criado, sobretudo, pela mãe, Renato Sanches cresceu na Musgueira, antes de fazer do Caixa Futebol Campus a sua ‘residência oficial’. Por sua iniciativa, bateu à porta do Águias, onde conheceu alguém que lhe mudaria a vida: António da Silva Quadros, de 67 anos, fundador e presidente ainda hoje em exercício.

"É bom menino, mas era malandro. Fugia, dizia que não queria jogar. Não o deixei desistir. Nem quando me disse que não queria ir para o Benfica. Receava a distância para o Seixal. Mas foi. Ainda bem. Se não tem ido, não sei o que seria dele", diz a Record. "A primeira vez que voltou? Recusou-se! Não queria jogar contra o Águias. Depois, telefonava com novidades. Como quando fez o primeiro golo por Portugal. Orgulho!"

Pérola por pagar

António Quadros só lamenta que o Benfica continue sem cumprir. "Quando ele saiu, acordou-se que nos dariam 25 bolas logo aí. E que o Águias teria direito a verba quando ele assinasse contrato profissional. Nem bolas, nem dinheiro! Já escrevi a Luís Filipe Vieira. Não a exigir, mas a pedir ajuda. O Sporting veio cá buscar um iniciado (Mamadu Djaló). Deram-nos 30 equipamentos! Cumpriram! A Vieira, peço ‘apenas’ que não se esqueça de ajudar um clube pobre, mas ao serviço da comunidade."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas