Ricardo Rocha: «São estas pequenas homenagens que podemos fazer ao pequeno grande génio»

Livro "Chalana: A vida de um génio" foi apresentado esta tarde, em Matosinhos

• Foto: Luís Manuel Neves

Decorreu, ao final da tarde desta terça-feira, a apresentação do livro "Chalana: A vida de um génio", no 'Mar Shopping', em Matosinhos, que contou com a presença de várias ex-glórias e ex-jogadores do Benfica.

Ricardo Rocha foi um dos que figuraram entre os ilustres que acorreram à apresentação da obra. "É uma lenda do futebol não só nacional mas também do Benfica. Tive o privilégio de trabalhar com ele, na altura com ele como treinador adjunto. Fazia as peladinhas connosco, os meiinhos e, na altura, já com alguma idade, dava para ver a qualidade dele e eu imaginava como é que ele seria como jogador, a qualidade e as dinâmicas que imprimia no jogo. Estas são as homenagens que podemos fazer ao pequeno grande génio, como nós, carinhosamente, o conhecemos. Terei sempre a recordação do bigode do Chalana. Aquele pé esquerdo excelente e as memórias de ver o Benfica a ganhar e da magia dele dentro do campo", referiu o ex-central dos encarnados.

O Benfica-Sp. Braga de amanhã também mereceu comentários por parte de Ricardo Rocha. "As expectativas do Benfica são para ganhar. O Sp. Braga é um adversário difícil, vem de duas derrotas difíceis, contra dois adversários em situação complicada no campeonato. Jogando em casa, a vitória é tudo aquilo que os benfiquistas pensam", acrescentou.

António Veloso também lembrou o seu anterior colega de equipa. "Conheci o Chalana na seleção quando jogava na Sanjoanense. Só tenho boas recordações dele, a jogar e como companheiro. O Chalana tinha as qualidades que todos conhecíamos. Foi para França, voltou e teve sucesso", sustentou.

Já José Neto, professor que é amigo pessoal de Fernando Chalana, recorda uma história. "Estive no Sp. Braga de 1989 até 1993, mas ele nunca se desligou da ligação comigo. O Sp. Braga foi a Lisboa jogar com o Benfica e o Álvaro Magalhães ligou-me a pedir para entrar em contacto com o Chalana porque ele tinha sido convocado e ninguém conseguia falar com ele. Eu liguei-lhe e ele voltou e jogou. A curiosidade é esta: o Sp. Braga perdeu 1-0 e quem marcou foi o Chalana", contou.

Para além de Ricardo Rocha e António Veloso, José Augusto, José Luís, Vítor Paneira e Petit foram outros ilustres do universo benfiquista na apresentação do livro escrito por Luís Lapão e editado por Jaime Cancella de Abreu. Fernando Chalana foi, como não poderia deixar de ser, muito requisitado para fotos e autógrafos.

Por Ruben Tavares
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.