Record

Ronald Koeman: «Rendimento do ataque é que mudou»

TREINADOR ABORDOU MOMENTO DA EQUIPA

A aposta de Ronald Koeman na dupla de avançados Nuno Gomes-Miccoli já começou a dar frutos. Para o técnico holandês, esta é a principal razão que explica o facto de a crise de resultados já fazer parte do passado: “Não há muita diferença entre a equipa que perdeu em casa com o Gil Vicente e a que tem jogado ultimamente. O rendimento do ataque é que mudou, pois ante a U. Leiria criámos oportunidades e marcámos”, disse, na conferência de imprensa de antevisão da partida com o Penafiel.

Com o regresso às vitórias, o campeão nacional “ganhou tranquilidade e está mais confiante”, por isso Koeman entende que “não há tantas razões para mudar o sistema ou os jogadores”. Ainda assim revela aspectos a serem corrigidos: “Com a U. Leiria perdemos um pouco o controlo na primeira parte. Isso não pode acontecer, sobretudo quando estamos a vencer. Há que melhorar a organização da equipa, já estamos a trabalhar nisso.”

A primeira vitória do Benfica para o campeonato nesta temporada coincidiu com o primeiro deslize do FC Porto e Sporting. O técnico holandês reconhece que esse factor “dá moral”, mas relembra que ainda há muitos pontos em discussão: “Não há equipas invencíveis, a Liga é muito forte. Há que trabalhar a cada domingo para ganhar mas não há jogos fáceis, por isso quando perdemos em Alvalade disse logo que o campeonato é longo. Sporting, FC Porto e Sp. Braga também vão perder pontos, aí podemos ou não ganhar terreno.”

Centrais

Um das grandes dúvidas na formação que hoje à noite vai apresentar-se no Estádio 25 de Abril prende-se com a dupla de centrais. Ricardo Rocha está de regresso à lista de convocados, depois de cumprir castigo, mas o técnico não levanta o véu sobre eventuais alterações no onze, mas é certo que um dos defesas fica de fora: “Temos três centrais muito bons, podemos mudar quando um estiver fisicamente melhor. Se temos laterais como o Nélson e o Leo há que gerir entre os três.”

E rematou lembrando, indirectamente, que a qualidade do conjunto que orienta permite a rotatividade: “Temos um plantel suficientemente bom para encarar os jogos, temos um a cada três ou quatro dias, e não há que pensar apenas num atleta.”
18
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

M