Rui Gomes da Silva critica voto eletrónico: «Garantias do Benfica não garantem nada»

Candidato à presidência do Benfica apela ao voto em urna

• Foto: Miguel Barreira

Rui Gomes da Silva, candidato à presidência do Benfica, exigiu o impedimento da votação eletrónica nas eleições de 30 de outubro, uma vez que considera que as garantias dadas pelo presidente da mesa da Assembleia Geral, Virgílio Duque Vieira, não são suficientes. "As garantias fornecidas pelos serviços informáticos do Clube a V. Exa., mesmo prestadas de boa-fé, não garantem por si só rigorosamente nada", disse no Facebook.

O candidato considera que o sistema informático do Benfica é "obsoleto" e lembra que "foi alvo de comprovadas e sucessivas intrusões por estranhos".

Rui Gomes da Silva deixou ainda críticas à BTV, pelo facto do canal do clube não promover debates entre os candidatos.

Leia o comunicado na íntegra:


À atenção dos Sócios do Sport Lisboa e Benfica: resposta hoje enviada ao presidente da Mesa da Assembleia Geral, Dr. Virgílio Duque Vieira, a propósito do ato eleitoral de outubro.

Ex.mo Senhor Presidente,
Acuso a recepção da sua missiva, em resposta à nossa carta de 27 de Agosto de 2020.
Infelizmente, a sua resposta não satisfaz – minimamente – o exigido quanto a transparência e garantia de:
a) A total confidencialidade do voto de cada sócio
b) A inexistência de voto múltiplo
c) A garantia do controlo e recontagem de votos, se tal se vier a demonstrar como necessário, ou seja, requerido por alguma das candidaturas.
O que tínhamos solicitado especificamente (e para todas as candidaturas) foi:
1) Arquitectura utilizada no desenvolvimento e implementação do sistema informático
2) Tecnologias utilizadas no seu desenvolvimento
3) Protocolos de comunicação de rede
4) Manuais de utilizador e de administrador da aplicação utilizada.
Para além disso, solicitamos ainda informação sobre a possibilidade de:
1) Cifrar e assinar as bases de dados que suportam o processo eleitoral
2) Cifrar o sistema operativo ("file system")

Estas informações são de capital importância para garantir a fiabilidade e credibilidade do próprio sistema, quer junto da opinião pública, quer junto dos sócios do Sport Lisboa e Benfica.

Refere V.Exa. que o sistema informático foi verificado pela CNE em 2006, "merecendo o seu assentimento".

Ora, a 30 de Julho de 2020, a própria CNE informa que não aprovou ou certificou o sistema em causa, nem teve qualquer outra intervenção ou presença desde esse mesmo ano.

Penso ser evidente que, desde 2006, as soluções informáticas (bem como as formas de intrusão em sistemas operativos/aplicações) evoluíram de forma substancial e que algo que poderia então servir, pode estar completamente obsoleto e inadequado do fim pretendido 14 anos depois, em 2020!

As garantias fornecidas pelos serviços informáticos do Clube a V. Exa., mesmo prestadas de boa-fé, não garantem por si só rigorosamente nada.

O próprio sistema informático do Clube e da sua SAD foi alvo de comprovadas e sucessivas intrusões por estranhos, demonstrando, assim, vulnerabilidades não compatíveis com sigilo e confidencialidade.

Sem o acesso atempado às informações por nós solicitadas, não consideramos estarem reunidas as condições para que o sistema de voto electrónico seja utilizado nas eleições de Outubro de 2020. Dessa forma, o voto em urna terá que ser a solução para que os sócios possam expressar com verdade a sua vontade para o mandato 2020/2024.

As urnas deverão ser seladas na presença de representantes de cada candidatura, em cada local de voto, na manhã da votação e antes da abertura de portas dos locais de voto.

Informamos também que as limitações sugeridas por V .Exa. quanto aos delegados de cada candidatura não são compatíveis com um ato eleitoral que se quer transparente. As candidaturas devem ser livres de escolherem os seus delegados sem restrições, mas – como é normal em atos eleitorais democráticos – pelo menos um delegado e um suplente por cada Mesa de Voto.

Na última votação do Orçamento do Clube, foi permitido o acesso a sócios sem documento de identificação, sendo possuidores de cartão de sócio sem foto.

Essa permissividade, incompatível com procedimentos rigorosos e que garantam fiabilidade e credibilidade da votação (e que nos surpreende que só agora seja exigência) não deixa outra alternativa que não seja, também, a presença de um delegado de cada candidatura em cada "check-point" do sócio desde que acede ao local de votação.

A limitação que V. Exa. pretende impor ao número de delegados é por isso incompatível com a devida fiscalização por parte das candidaturas.

Em suma, visto V. Exa. não prestar os esclarecimentos necessários e de forma atempada quanto ao sistema de voto electrónico, iremos em breve tomar as iniciativas necessárias para garantir que em Outubro a votação é transparente e democrática, e que o resultado é aceite por todos como o reflexo da vontade dos sócios, que acreditamos ser de mudança.

Uma nota final quanto à BTV e às diligências que V.Exa. está a desenvolver: não deveria ser necessário ninguém diligenciar nada junto da BTV para que o canal, que é propriedade do clube, dê voz a todas as correntes de opinião e candidaturas.

A própria BTV deveria estar a convidar as candidaturas já anunciadas a ir ao canal expor os seus pontos de vista.
A BTV deveria ser o primeiro canal a providenciar cobertura equitativa a todos os candidatos. Querer esperar pelo momento em que as candidaturas estão entregues e aceites é limitar no tempo a visibilidade das mesmas na BTV, coisa que não é feita à candidatura do atual presidente.

Mesmo que não o queiramos, a postura da BTV e dos seus responsáveis faz lembrar regimes não democráticos em que a única voz autorizada é a voz do poder.

Tomaremos também em breve iniciativas visando a cobertura da BTV e dos diversos órgãos de comunicação social.
Fico, Senhor Presidente, a aguardar, a resposta de V. Exa., em prazo razoável e de preferência sem que a mesma seja dada a conhecer aos órgãos e comunicação social antes de o signatário ter tido acesso à mesma!
Com os melhores cumprimentos,
Rui Gomes da Silva

18
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.