Rui Pinto pode demorar entre três semanas e um mês a ser extraditado

PJ explica pormenores da detenção em Budapeste

• Foto: DR

A Polícia Judiciária explicou em conferência de imprensa os pormenores da detenção de Rui Pinto, alegado hacker que terá acedido a informações internas do Benfica. A PJ confirmou que o português foi detido na Hungria sem oferecer resistência e que a sua transferência para Portugal poderá demorar entre três semanas e um mês.

Detenção

"Salienta-se da ação a cooperação mantida com autoridades da congénere europeia, levando ao cumprimento de um mandado de detenção europeu, dentro de uma decisão europeia de investigação.

A detenção ocorreu hoje, foi acompanhada por investigadores da PJ no local. E agora seguir-se-ão os trâmites normais da transferência de detidos. Não houve resistência da parte do suspeito."

Tem dupla nacionalidade?

"É uma informação que não posso confirmar. Trata-se de um cidadão português."

Onde foi detido?

A detenção foi na Hungria, em Budapeste. Os pormenores da operação em si não são relevantes.

Quanto tempo poderá demorar a extradição?

"Estamos a falar de trâmites normais e prazos que têm de decorrer relativamente às autoridades magiares neste caso. Calculamos que possa ser entre três semanas e um mês, é esse o prazo normal."

Identidade?

"É um suspeito que a PJ procurava há algum tempo e que já foi muito informado na comunicação social."

Atuou sozinho ou há uma rede?

"A detenção que agora é efetuada é a título individual. A extensão da atividade criminosa vamos continuar a apurar."

Ligação à publicação dos emails do Benfica?

"É um alvo que a PJ já tinha detetado e que está implicado na filtração de determinado tipo de dados. É prematuro estar a ligá-lo a qualquer alvo em concreto."

Penas possíveis

"São crimes que podem ir até aos 10 anos."

Há antecedência criminal?

"O que temos apurado é que há uma constância na pratica de crimes, que tem vindo a revelar-se perniciosa para algumas instituições e até para outras do próprio Estado."

Material apreeendido?

"Há um conjunto vasto de apreensão efetuada. A cooperação é total".

Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.