Rui Vitória e o Benfica: «A quota-parte que dei foram os três anos anteriores»

Atual técnico do Al Nassr e os méritos do possível título do Benfica esta época

• Foto: Ricardo Nascimento

Um dia depois de se sagrar campeão saudita, Rui Vitória concedeu uma entrevista à TVI24 onde abordou a temporada do Benfica, clube que deixou em janeiro em situação difícil na tabela e que, no sábado, poderá ser campeão nacional depois de uma segunda volta brilhante com Bruno Lage. O atual técnico do Al Nassr rejeita méritos na possível conquista das águias e lembra, sim, o seu contributo em temporadas anteriores.

Vitória disse ainda que ficará contente caso o Benfica seja campeão, lembrando os "imensos amigos" que tem no clube, e recordou que as águias costumam realizar boas segundas voltas.

Benfica pode celebrar amanhã
"Afastei-me um pouco da realidade do futebol português, primeiro porque o envolvimento aqui foi enorme e também porque quis desligar-me do futebol português por um tempo. Fico satisfeito se isso acontecer, porque tenho imensos amigos no Benfica. Foram três anos e meio lá... Muitos momentos passados em conjunto e quando gostamos das pessoas queremos que estejam bem na vida. Em relação a celebrar, sou um profissional, celebrei ontem. Amanhã se esses meus amigos ganharem, ficarei contente obviamente."

Sente-se injustiçado?
"Não direi isso porque sou muito pragmático. O futebol é assim. De repente, seja jogador ou treinador, com muita facilidade estamos no auge ou as coisas viram. A questão da injustiça não se coloca. Muitas vezes temos de mudar a estrada. Foi isso que fiz. Fui à procura de um novo rumo, um novo título. Mas amigos como dantes. Trabalho feito, foram três anos e meio e agora os destinos são diferentes."

Se não tivesse mudado Benfica seria campeão?
"Nunca sabemos isso. É evidente que acredito sempre no meu trabalho e no de quem trabalha comigo. O Benfica na segundas voltas tem feito um trabalho bom ao longo dos últimos tempos. Mas isso é subjetivo e não vale a pena estarmos aqui a falar. Os jogadores tiveram um desempenho fantástico nesta fase da época, o Bruno [Lage] também. Quem trabalhou merece também os louros que está a ter e ponto final nisso. Não há nada a dizer"

Terá quota-parte neste título?
"Apesar de não estar nem sequer a pensar nisso... A quota-parte que dei foram os três anos anteriores, porque houve uma mudança de paradigma, onde arriscámos, acreditámos que era possível este futuro. Fui sempre dizendo que as equipas estavam garantidas a longo prazo. O meu trabalho foi aí. Quando dei a única entrevista disse que era uma página que se virava. Estava feito o trabalho e a partir daí era o caminho para outras pessoas"

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.