Rui Vitória: «São poucos os jogos que temos ganho pela margem mínima»

Treinador explica melhoria exibicional da equipa

• Foto: Pedro Ferreira

Rui Vitória explicou um pouco da evolução que o Benfica levou a cabo nos últimos tempos, fazendo uma retrospetiva com aquilo que se passou nos seus primeiros dias como treinador das águias. O técnico garante não haver um "momento exato" que tenha feito a equipa da Luz virar a página para conjungar resultados e exibições.

"O momento exato não se pode estar aqui a dizer. Pela experiência que vamos tendo, também vocês vão percebendo porque é que o discurso na fase mais inicial da época tinha um determinado contexto. O trabalho e o tempo ajudam a cimentar uma série de coisas. Os processos vão ficando enraízados e o futebol começa a aparecer e os resultados também vão aparecendo. Em relação à característica goleadora da equipa, ela esteve sempre presente porque era fundamental ganhar-se os jogos mesmo que, por vezes, não se jogasse tão bem. Era preciso ganhar e ganhou-se. São poucos os jogos que nós temos ganho pela margem mínima. Sempre houve essa veia goleadora e o processo ofensivo muito trabalhado. Agora, esta junção de processo ofensivo com o processo defensivo e ao mesmo tempo com as exibições, é mais recente mas isso é fruto do trabalho, das rotinas, das ideias do treinador, da aplicação dos jogadores. O momento exato não houve mas há o final de uma série de tempo para trabalhar em conjunto, em envolvimento permanente que torna as coisas mais fáceis", resumiu em conferência de imprensa esta quinta-feira.

Por Flávio Miguel Silva
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.