Rui Vitória: «Vencerá a equipa que errar menos»

Treinador das águias deixa muitos elogios ao Nápoles

• Foto: Lusa

Rui Vitória não crê que a sua equipa se deixe influenciar pelo ambiente do estádio San Paolo na partida com o Nápoles, mas alertou que é necessário que os seus jogadores estejam totalmente focados.

"Estamos habituados a estádios destes e o nosso tem um ambiente de grande intensidade, portanto não é estranho para nós. Temos consciência de que é um campo difícil mas olhamos para este jogo como uma oportunidade, um desafio pela frente. A nossa forma de pensar é sempre a mesma: quando chegamos lá há o foco total. Minimizar o ruído exterior é a melhor forma de nos focarmos naquilo que podemos controlar. O primeiro foco tem de ser nas nossas capacidades e em pô-las em campo. Depois um grande nível de concentração e intensidade competitiva elevada. Estarmos focados o jogo inteiro, todos os pormenores fazerem a diferença e estarmos atentos a eles. Amanhã creio que a equipa que errar menos vai levar a vitória. Os jogadores que entrarem vão estar prontos para o desafio", começou por dizer o treinador encarnado.

Questionado sobre o facto de o treinador adversário ter colocado as equipas italianas num patamar superior às portuguesas, Vitória argumentou que ainda não tinha visto a conferência e elogiou o rival: "Prefiro ouvir da boca dele o que disse do que comentar essa situação. porque muitas vezes as coisas são ditas noutro contexto. São duas boas equipas, o Nápoles é forte, tem grande qualidade. Vai ser um jogo intenso, duro, mas em nada muda a nossa filosofia de abordagem ao jogo. Vamos defrontar uma equipa que admiro, que assenta o seu jogo numa dinâmica de circulação de bola, num 4x3x3 versátil em termos de jogo ofensivo. É uma equipa pressionante e dificulta muito a vida às outras equipas. Gosto de os ver jogar".

Hamsik, Milik e bolas paradas... mas não só

Rui Vitória admitiu que Hamsik e Milik "são dois belíssimos jogadores" mas preferiu estender os méritos da equipa napolitana ao coletivo: "São dois belíssimos jogadores mas falarmos só desses dois quando a equipa tem uma dinâmica tão agradável é ser redutor. A equipa é forte no seu todo, tem muitos pontos fortes, há uma outra coisa menos boa, mas são pouquíssimas".

O treinador abordou ainda o facto de os italianos serem fortes nas bolas paradas, mas alertou que há mais a ter em atenção no adversário: "Trabalhamos todos esses momentos, mas é evidente que a este nível há sempre aspetos que as equipas introduzem como uma inovação. Estamos preparados, conhecemos o que o Nápoles pode fazer a esse nível. Mas a equipa do Nápoles é mais do que isso".

Por Luís Miroto Simões
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.