Silvino Louro lembra derrota do Benfica na final de 88: «Hoje defendia um ou dois penáltis»

Ex-guarda-redes das águias em entrevista exclusiva ao 'Bola na Rede'

Sem qualquer projeto desportivo desde dezembro do ano passado, por escolha própria, Silvino Louro, treinador de guarda-redes que figurou na equipa técnica de José Mourinho, falou este domingo ao 'Bola na Rede'. O antigo guardião de Benfica e FC Porto abordou temas como as buscas da Polícia Judiciária (PJ) às infraestruturas do Benfica, do bom momento do Sporting de Rúben Amorim e recordou ainda a final que lhe está 'atravessada' diante do PSV Eindhoven, a contar para a Taça dos Campeões Europeus de 1988.

Depois de 120 minutos em que as duas balizas mantiveram-se trancadas, Benfica e PSV Eindhoven tiveram de partir para a decisão nos penáltis para confirmar-se quem seria o novo campeão europeu de clubes, 'lotaria' que saiu à turma holandesa. "Hoje, defendia pelo menos um ou dois penáltis", afirmou Silvino Louro.

Sobre o bom momento de Rúben Amorim no Sporting, equipa que atualmente é líder do campeonato português com quatro pontos de vantagem sobre o Benfica e Sp. Braga, Silvino Louro diz não ser surpresa.
"Conheço muito bem o Rúben Amorim, que até foi fazer um curso a Manchester. E olha que o professor do curso já na altura falava muito bem dele", apontou.

O antigo guarda-redes do Benfica revela, por fim, que as buscas da Polícia Judiciária às infraestruturas do Benfica servem apenas "para desestabilizar" a equipa, depois de "três resultados menos bons".

Por Sérgio Magalhães
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.