Souness e a mentira de Vale e Azevedo sobre os cheques para pagar os ordenados

Treinador lança biografia e conta episódio que até envolveu Shéu

• Foto: Arquivo

Graeme Souness lançou uma biografia denominada ‘Futebol: a minha vida, a minha paixão’, na qual relembra a passagem pelo Benfica, entre 1997 e 1999. Entre muitos aspetos fala da relação com Vale e Azevedo, de quem diz ter gostado. 

"Um dia cheguei ao treino e os jogadores não tinham recebido. Vale e Azevedo disse que o secretário técnico [Shéu Han] tinha levado os cheques pessoalmente. Confrontei-o e ele disse-me que não ia ao escritório do presidente há meses... Ele dizia-me coisas sabendo que após 30 segundos eu descobriria que não eram verdade."

Souness considera que "foi um privilégio treinar um clube como o Benfica" e revela que fasquia de colocar a equipa a lutar pelo título com o FC Porto era uma utopia. E aí mete os árbitros ao barulho.

"Nunca iríamos ser campeões. Podíamos conseguir ficar mais perto do  FC Porto mas existia a sensação de que não teríamos o tratamento justo por parte de alguns árbitros no norte, onde estava o poder do futebol português", disse.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0