Record

U. Leiria-Benfica, 1-0: Mais uma ingenuidade e três pontos a voar

CRÓNICA

Apanhando-se a ganhar, a U.Leiria deu a iniciativa e geriu a vantagem, sem ter feito uma exibição afirmativa. Mesmo assim chegou...
U. Leiria-Benfica, 1-0: Mais uma ingenuidade e três pontos a voar • Foto: Fernando Ferreira
Trapattoni submeteu os seus jogadores a uma sessão de vídeo sobre o jogo com o Rio Ave para não voltarem a cometer aquilo que designou como "duas grandes ingenuidades", das quais resultaram dois golos vilacondenses. Uma semana depois, voltaram a cometer nova ingenuidade, apesar de Trapattoni ter prometido que os erros não se voltariam a repetir depois da profícua sessão de vídeo. Com uma diferença: as duas ingenuidades com o Rio Ave custaram dois pontos, esta com a U.Leiria teve um preço mais alto: três pontos.

É curioso que o único golo do jogo surge de um lance semelhante ao que resultou o terceiro golo do Rio Ave, em que a equipa, apanhada balanceada para o ataque, vê a bola ser metida nas costas de Dos Santos para a desmarcação de Gama, sem que a necessária compensação fosse assegurada à priori. Desta vez, sofreu o golo de um lançamento à mão (!) do guarda-redes Helton para Edson, com o Benfica subido no terreno, com a bola a ser metida em profundidade pelo lado esquerdo da defesa encarnada. Só que em vez de Dos Santos foram as costas de Fyssas exploradas [falhando Argel a dobra e pondo Fangueiro em jogo], fruto de mais uma desconcentração e de um erro de posicionamento que um candidato ao título não deve cometer.

Contundência

Seja como for, o Benfica tinha mais 77' para dar a volta ao golo de Fangueiro e não teve capacidade para o fazer.
Apanhando-se a ganhar, a U.Leiria, que é uma equipa que sabe jogar à bola, mas adora que o adversário assuma a iniciativa, ficou nas suas sete quintas. O Benfica fez-lhe a vontade, pegou nas rédeas do jogo, encostou o adversário à sua área, mas faltou-lhe sempre contundência no último quarto do campo.

Só quando a bola chegava aos pés de Simão é que o Benfica criava real perigo, graças aos desequilibrios que o capitão encarnado provocava nos lances de um contra um. Bruno Aguiar e Geovani não davam profundidade aos lances pelos flancos porque Trapattoni cedo fez derivar Simão para o meio, e Sokota, que não está em forma, sentia grandes dificuldades em segurar a bola de costas para a baliza ou em enquadrar-se para finalizar.

Mesmo com alguma infelicidade à mistura, aos 8', Bruno Aguiar cabeceou ao poste, aos 30', Sokota escorregou quando saía do drible em boa posição na área, aos 42' foi Helton a fazer a defesa da tarde a remate de Simão. A U.Leiria não estava a conseguir segurar a bola, circulá-la como costuma fazer, muito por culpa da acção de Manuel Fernandes, impressionante no "pressing", mas ia levando a àgua ao seu moínho.

Peso na área

Na 2ª parte, Trapattoni lançou Karadas, deixou no banco Paulo Almeida, derivou Bruno Aguiar para o meio, ao lado de Manuel Fernandes, e abriu nas alas Simão e Geovanni. Logo, o Benfica ganhou mais peso na área, Otacílio foi obrigado a recuar para marcar Karadas, a U.Leiria passou ainda a defender mais atrás.

A pressão do Benfica aumentou, mas não a eficácia. Até porque Simão caíu muito de produção (cansaço?). Karadas e Sokota mais uma vez não se encaixaram. Mesmo assim, aos 61' e 72', Helton evita um golo cara a cara com Karadas e sacode uma cabeça de Sokota que levava selo. Aos 82', Zahovic falhou um golo incrível frente a Helton. Foi o canto do cisne. A U.Leiria ganhou o jogo, sem ter feito uma exibição afirmativa, limitando-se a gerir a vantagem de um golo. E isso é que preocupante do ponto de vista do Benfica.

Árbitro

ANTÓNIO COSTA (3). Houve um lance entre Renato e Sokota na área, aos 26', na sequência do qual o croata caíu na área, que suscitou dúvidas sobre um eventual empurrão do leiriense. De registar, dois livres assinalados pelo árbitro, sem que tivessem existido faltas sobre Sokota (58') e Bruno Aguiar (88').Além de um amarelo a Otacílio por falta corriqueira a meio-campo.

Recorde de público na SuperLiga

Cerca de 15 mil pessoas deslocaram-se ontem ao Estádio Dr. Magalhães Pessoa para assistir ao desafio entre U. Leiria e Benfica. Um novo máximo da temporada para o recinto em jogos da SuperLiga. A anterior marca estava fixada nos 14 mil espectadores, no encontro com o Boavista, o qual teve muitos convites.

Renato distinguido pela SAD leiriense

Minutos antes do início da partida o central da U. Leiria, Renato, recebeu das mãos do presidente da SAD leiriense, João Bartolomeu, uma salva de prata assinalando os 300 jogos do atleta na SuperLiga. Renato atingiu aquela marca na jornada anterior frente ao V. Guimarães, mas a SAD não quis deixar de registar o feito do defesa leiriense.

Luís Filipe Vieira ausente

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, não esteve ontem no Estádio Municipal de Leiria para assistir ao encontro. Rui Cunha e Ana Paula Pinho representaram a Direcção dos encarnados, esclarecendo que a ausência se ficou a dever exclusivamente a "motivos pessoais."

Diabos Vermelhos "picam" a equipa

Os Diabos Vermelhos, claque benfiquista, "picaram" a equipa no início e no final do jogo. "Queremos ser campeões. Evocês?", podia ler-se numa tarja desenrolada na bancada nos instantes iniciais da partida. No final, consumada a derrota, segunda da época, a claque cantava: "Uma vergonha, vocês são uma vergonha..."

Publicidade invade campo

O vento, conjugado com deficiente instalação das estruturas, levou a que o relvado fosse "invadido", várias vezes, durante jogo. Viram-se pequenas placas a rebolar pelo campo e, junto à baliza de Moreira, na primeira parte, um... placard publicitário, que obrigou António Costa a interromper a partida.

Rocha e Otacílio suspensos

Ricardo Rocha e Otacílio não poderão jogar na próxima partida de Benfica e Leiria, respectivamente, uma vez que, ontem, cada um viu o quinto cartão amarelo na SuperLiga. O defesa encarnado falha o embate com o Estoril; o brasileiro ficará ausente da partida com o Nacional da Madeira.

Benfica trabalha e Leiria de folga

Depois do desaire de ontem, o plantel do Benfica treina esta manhã, no Estádio Nacional, numa sessão que está marcada para as 11:00 horas. Pelo contrário, hoje é dia de folga para a União de Leiria. O conjunto de Vítor Pontes joga já no sábado com o Nacional da Madeira e o técnico entendeu começar a semana em descanso.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas