Varandas Fernandes garante que Rúben Dias e Gedson só saem pela cláusula

Vice-presidente do Benfica abordou a cobiça que existe aos dois jovens

• Foto: Fernando Ferreira

O vice-presidente do Benfica Varandas Fernandes disse esta quinta-feira que os futebolistas da equipa principal Rúben Dias e Gedson Fernandes apenas poderão deixar o clube caso sejam batidas as cláusulas de rescisão dos contratos profissionais.

"O plantel ainda não está fechado. O mercado só encerra em 31 de agosto e o presidente já esclareceu que o Benfica não está vendedor, nem se prevê a saída de qualquer dos nossos principais jogadores, que isto fique muito claro", começou por referir, em conferência de imprensa realizada no Estádio da Luz, em Lisboa.

Referindo-se precisamente aos jovens atletas Rúben Dias e Gedson Fernandes, que têm sido cobiçados nos últimos dias, o vice benfiquista frisou que "são duas grandes apostas e que fazem parte da estratégia para a época corrente", mas não deixou de sublinhar que "só pela cláusula e pela sua própria vontade" irão sair.

Relativamente à subida das ações (cerca de 12%), Varandas Fernandes afirmou prontamente que é a melhor resposta para aqueles que procuram denegrir a imagem do Benfica. "Atingimos o máximo histórico das ações. É o valor mais elevado desde 2014. Este facto demonstra bem a reputação e a confiança gerada por esta gestão. É a melhor reposta a todas as campanhas de manipulação que procuram sistematicamente manchar a imagem do clube", justificou.

O vice-presidente do clube lisboeta acabou por tocar em temas que marcaram o futebol português e nos quais espera respostas, perante "um silêncio preocupante", nomeadamente nas queixas apresentadas por vários árbitros por ameaças aos mesmos e às suas famílias, bem como à ausência de uma explicação ao facto de não terem sido cumpridos os regulamentos na realização da segunda parte do jogo Estoril-FC Porto da época passada.

A terminar e voltando-se de novo para o plantel sénior do Benfica, a possibilidade de o médio grego Samaris deixar a equipa e de um eventual ingresso do lateral-direito Corchia foram confirmados.

"O processo [Corchia] não está encerrado, está em curso e entregue ao presidente. A seu tempo, e havendo um desfecho positivo, serão informados. Quanto ao Samaris, sempre defendeu as cores do Benfica, mas se decidirem assim [dispensá-lo], o Benfica tem que continuar em vantagem. O interesse é o clube Sport Lisboa e Benfica", esclareceu.

Por Lusa
9
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.