Venda de Morato faz história no São Paulo e até ajuda brasileiros a pagar dívidas

Clube paulista devia dois meses de direitos de imagens aos seus jogadores

• Foto: SL Benfica

Transferido em cima do fecho do mercado para o Benfica a troco de 6 milhões de euros, o jovem Morato entrou para a história do São Paulo, ao tornar-se no defesa mais caro de sempre do emblema canarinho.

Aos 18 anos, e mesmo sem ter disputado qualquer encontro com a equipa principal dos paulistas, segundo dados do Globoesporte o jovem superou alguns nomes de realce da história do clube, como por exemplo Éder Militão, que em 2018/19 se mudou para o FC Porto por 'apenas' 3,9 milhões de euros, ou Maicon, que até agora era o defesa mais caro da história do clube, graças aos 5,7 milhões de euros que tinha rendido aquando da transferência para o Galatasaray.

Uma transação recorde que acabou também por representar uma lufada de ar fresco no capítulo financeiro, já que permitiu ao clube paulista liquidar algumas dívidas que tinha, nomeadamente com jogadores, com os quais tinha em atraso o pagamento de dois meses de direitos de imagem.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.