Vieira: «Não brinquem connosco!»

Presidente do Benfica e os jogos à porta fechada

A fechar o seu dircurso na Assembleia Geral desta sexta-feira, Luís Filipe Vieira abordou a temática dos jogos à porta fechada, algo que considera um "absurdo", pois no seu entender penaliza o clube por um "comportamento irresponsável cometido por um qualquer idiota que se acha superior ao clube que diz amar". "Esses sim devem ser responsabilizados", atira.

"Agora não aceitamos é este estigma que estão a criar sobre o registo de claques ou como prefiro dizer, grupos organizados de sócios. Nós no Benfica, estamos certos da nossa razão. Temos grupos organizados de sócios, todos devidamente inscritos e com Red Pass no nosso Estádio, com quotas em dia e que pagam os seus bilhetes para os jogos fora. Não temos pretensas claques ditas legalizadas. Em que verificamos que só uma percentagem ínfima está registada e muitos deles nem sócios são dos seus clubes. Se pretendemos melhorar a lei, façamo-lo de forma constitucional", pediu.

"E de acordo com um princípio fundamental de que é preferível grupos de sócios livremente organizados, do que ditas claques legais desorganizadas. Ou será que essa legalização impediu arremessos de tochas sobre os seus atletas, invasões de centros de treino ou ameaças a árbitros? Não brinquem connosco!", atirou.

71
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.