Violência na Luz sem detenções

PSP teve de atuar

A Polícia de Segurança Pública (PSP) não fez qualquer detenção no Estádio da Luz, anteontem, na sequência dos atos de violência que se registaram no piso inferior do topo sul, apurou Record junto do Comando Distrital de Lisboa.

Os desacatos na zona reservada aos No Name Boys verificaram-se nos últimos minutos da primeira parte e resultaram de divisões internas entre elementos daquela claque – os que defendem a legalização e os que se opõem. Os elementos do corpo de intervenção e dos que acompanham as claques tiveram de atuar, até porque alguns espectadores fugiram do local, refugiando-se na pista em redor do relvado.

Receio na Luz

Estes incidentes acentuaram a apreensão entre os dirigentes encarnados, quando se aproxima a primeira mão dos oitavos-de-final da Champions, na Luz, a 16 de fevereiro. A UEFA castigou o Benfica com um jogo à porta fechada (pena suspensa por dois anos), na sequência do arremesso de tochas para o relvado, em Madrid.

A preocupação das águias vem do desafio no Estoril. O Benfica foi condenado a pagar quase 12 mil euros, pelo arremesso de tochas para o relvado e mau comportamento do público (4 mil euros neste caso). Em ambas as situações, tratou-se de reincidência.

Por João Soares Ribeiro e Nuno Martins
8
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.