Record

Vítor Paneira: «Nunca apertaria a mão a Artur Jorge»

EX-BENFIQUISTA NOS «100 MELHORES DO FUTEBOL PORTUGUÊS»

– Estava à espera de estar entre os 100 Melhores do Futebol Português?
– Não posso dizer que não estava à espera. O facto de estar aqui significa que, afinal, valeu a pena jogar futebol e marcar golos. Desta forma, poderei mostrar ao meu filho o jogador que fui.

– Há alguma coisa que se arrependa de ter feito durante a sua carreira?
– Estou a perceber onde quer chegar... Não, não me arrependo de nada. Quanto à minha saída do Benfica, na altura senti que havia uma pessoa que não tinha vindo para construir um Benfica campeão, longe disso, veio nitidamente para destruir um Benfica campeão. Não me arrependo daquilo que disse na altura, porque senti que tinha toda a razão do meu lado. As pessoas agora reconhecem que tinha razão. Faria o mesmo agora e seguramente que não iria apertar a mão ao Artur Jorge.

– Depois de sair do Benfica, ingressou no Vitória de Guimarães. Que recordações tem desse tempo?
– Estive quatro anos no Vitória e em termos futebolísticos foi excepcional. Deu-me muito prazer jogar no Vitória.

– Como é que explica a actual situação do clube?
– O Vitória teve um "timing" para dar o salto. Aquilo que aconteceu com o Boavista há dois ou três anos, deveria ter acontecido com o V. Guimarães, mesmo antes de acontecer com o Boavista. Faltou talvez uma aposta séria no clube.

– Descreva-se como jogador.
– Era um jogador inteligente, tinha boa cultura táctica, um drible infalível e cruzava muito bem. No final da carreira fui mais um estratega, porque tinha uma melhor leitura de jogo.

– Actualmente, há algum jogador com as características semelhantes?
– O Simão, apesar de ele ser mais explosivo do que eu. E ele joga dos dois lados.

– A maioria dos jogadores que representam a selecção no Mundial foram seus colegas, o que pensa que eles podem fazer?
– A nossa equipa é composta por jogadores muito bons e, porque temos uma grande equipa, as expectativas são altas. Por isso, é mais fácil desiludirmos as pessoas, caso as coisas corram menos bem.

– Pretende ficar ligado ao futebol?
– Tenho o projecto da escolinha do Vítor Paneira que está para arrancar e também espero continuar ligado ao futebol.

– Como treinador?
– Não tenho pressa...
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

M