Record

Rui Vitória: do 'responsável' para a ausência de Ferreyra à descoberta que fez para Zivkovic

Técnico afirma que a concorrência no plantel encarnado é "forte"

A carregar o vídeo ...
Rui Vitória: «Houve um envolvimento negativo em redor do Ferreyra»
A ausência de Ferreyra tornou-se dos temas mais badalados da atualidade encarnada. O avançado argentino foi um dos maiores investimentos do Benfica para a presente temporada, mas não tem merecido a confiança da equipa técnica. No podcast 'Conversas à Benfica', Rui Vitória não fugiu ao tema e acabou por ser mais preciso na explicação, afirmando que, para além dos problemas de adaptação, há um 'responsável' pelo afastamento do avançado de 27 anos.

Rui Vitória admite que equipa não reage bem à adversidade e explica porquê
"Há fases nas equipas e jogadores que têm esta característica de demorar mais tempo. Ele ocupa a posição do melhor jogador dos últimos anos em Portugal. Logo aí é um dado muito importante. Ele jogou sete ou oito jogos a titular, depois apareceu o Seferovic, houve essa oportunidade, entrou muito bem. Há oposição forte. A jogar só com jogador no coração da área, e estando bem, o Jonas é difícil de substituir. Também estava num país diferente do nosso, depois havia o contra que sai não sai, se o ordenado era maior ou menos que o do Jonas, houve um envolvimento negativo em redor dele. É um jogador de valor, que neste momento é importante que quando apareça para ter sucesso. Conto com todos os jogadores do meu plantel. Mas vamos ver em janeiro, não falando concretamente no Ferreyra, vamos ter ajustes no plantel. Mas todos os que estão comigo a treinar têm o máximo respeito que lhes posso ter, em igualdade de circunstancias para todos. Tenho essa preocupação", referiu o técnico das águias, abordando ainda a situação de Zivkovic, que até tem sido aposta nos últimos jogos.

Vitória e os dias em que esteve perto de deixar o Benfica: «Decisões mais racionais do que emotivas»
"Foi uma opção minha. É um jogador de enorme qualidade e potencial. Não nos poderemos esquecer que temos cinco alas com características muito diferentes. Há quem goste mais do Rafa, do Cervi. O João Félix é um talento incontestável, o Zivkovic tem um pé esquerdo muito bom, o Salvio tem muita experiência. Há características para todos os gostos. O Cervi, Rafa, Zivkovic e Salvio foram à seleção. O Félix também, aos sub-21. Por exemplo, o Cervi combina muito bem com o Grimaldo. O Salvio está muito mecanizado com o André. O Zivkovic até descobri uma posição para ele. Ele gosta de jogar como interior do lado esquerdo ou ala do direito. O campeonato vai ser longo. Este mês e o próximo vamos ter jogos de 3 em 3 dias. No dia de ano novo estamos a viajar para Portimão! Há muita competição e todos serão úteis. Vamos chegar ao final e há um que vai estar na situação do Zivko. O ano passado foi útil quando o Krovinovic se lesionou", explicou, evitando 'colher os louros' da boa performance que o sérvio mostrou na temporada transata a jogar em posições mais interiores, quando foi necessário colmatar a ausência de Krovinovic.

"Para mim isso é pouco relevante se inventei ou descobri. Comigo foi a primeira vez que jogou. Vi que tinha características para jogar naquela posição. Estou preocupado é que eles rendam, preocupado em valorizar jogadores. Aqui têm sido.Não só, porque já foram vendidos, mas também porque aumentam de rendimento. Estamos a falar de um Cervi que a trabalhar connosco foi à seleção da argentina. Um Rafa que voltou à seleção. Isso é que me importa. Não se fui eu que descobri um jogador ou não", disse.
Por Valter Marques
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas