Vitória corta antes da Suíça

À medida que se apresentarem jogadores, outros deixarão o grupo, para que se mantenha dentro das pretensões do treinador

• Foto: SL Benfica

Rui Vitória vai fazer o primeiro corte no grupo às suas ordens na próxima segunda-feira, antes da viagem para a Suíça, onde o Benfica realizará os dois primeiros jogos de preparação. O técnico vai prescindir de quatro elementos, abrindo vaga para quem se apresentar. Salvio, Carrillo, Samaris e Mitroglou já estarão com os companheiros antes dos jogos com Neuchâtel Xamax e Young Boys. Grimaldo estará de volta quando as águias se encontrarem em solo helvético.

Na linha da frente para deixar o grupo estão os jovens que fizeram parte da equipa B a temporada passada, nomeadamente Zlobin (guarda-redes), Francisco Ferreira (defesa-central), Pedro Rodrigues (médio) e Heriberto (extremo), face ao excesso de soluções para aqueles lugares, como pode ver-se na análise individual ao lado.

Record sabe que, a partir de agora, será assim: quando se apresentar um grupo, serão dispensados outros, para que o plantel mantenha-se à medida das pretensões de Rui Vitória. Como o nosso jornal adiantou na edição de 28 de junho, o treinador quer trabalhar com 25/26 jogadores para atacar o pentacampeonato.

Ora, nos treinos que decorrem no Seixal, Vitória conta já com 27 jogadores, sendo que Fejsa foi o último a apresentar-se. Nestas contas, não está incluído André Moreira, o guarda-redes eleito pelos encarnados para render Ederson, transferido para o Manchester City. O jovem português já fez testes no Seixal, mas aguarda que sejam acertados alguns detalhes para ser integrado.

Mercado inconstante

Depois deste corte, a ‘tesoura’ voltará a entrar em ação antes das segunda e terceira etapas de preparação – jogos no Algarve e presença em Inglaterra, respetivamente. Isto considerando, por exemplo, que os quarteto que participou na Taça das Confederações (Nélson Semedo, Eliseu, Pizzi e Raúl Jiménez) tem indicação para se apresentar a 22 deste mês, precisamente no dia em que o Benfica defronta o Hull City.

Feitas as contas, há 42 jogadores que se encontram na esfera do plantel principal, entre quem já se apresentou, os que ainda vão chegar e aqueles que ainda não viram o futuro profissional decidido. Vitória tem, por isso, decisões para tomar, considerando que há elementos que estão apenas em observação e que poderão evoluir na equipa B, caso de Chris Willock, ou serem cedidos, nomeadamente Cristian Arango.

Além disso, há jogadores cobiçados (Semedo, Grimaldo e Raúl Jiménez) e Vitória sabe que o plantel pode sofrer ‘baixas’, porque "o mercado é sempre muito inconstante". "Haverá uma ou outra situação, fundamentalmente, de jogadores que podem sair", admitiu, a 30 de junho.

Quem pode deixar já o estágio

Ivan Zlobin. O guarda-redes russo vai defender a baliza da equipa B em 2017/18 mas mereceu a confiança de Rui Vitória para o arranque dos trabalhos. No entanto, com Júlio César, Bruno Varela e Paulo Lopes à disposição – e com André Moreira prestes a integrar o estágio – ficou sem espaço no plantel principal.

Francisco Ferreira. A chamada de ‘Ferro’ à equipa principal também foi uma surpresa e o jovem defesa-central aproveitou para mostrar argumentos. Tem o mesmo ‘problema’ de Zlobin, já que Luisão, Lisandro López, Jardel, Kalaica e Rúben Dias são, para já, os eleitos para o eixo da defesa.

Pedro Rodrigues. O médio foi figura da equipa B em 2016/17 e recebeu o prémio, mas também deverá deixar o estágio antes da viagem à Suíça. Com capacidades para jogar a 6 ou a 8, tem a concorrência de Fejsa, Filipe Augusto, Chrien e André Horta e também Samaris chega na próxima semana para entrar na luta.

Heriberto. O jovem avançado, que também se destacou na equipa B na última época, tem aproveitado os primeiros treinos para tentar convencer Rui Vitória, mas o espaço também é reduzido e, tal como os restantes companheiros de equipa, deverá regressar à B para continuar a preparação para 2017/18.

Laterais ainda desfalcadas

Rui Vitória está a trabalhar com um lote extenso de 27 jogadores, mas, neste momento, há duas posições que continuam muito ‘desfalcadas’. Tal diz respeito às laterais, nas quais, até ao regresso da equipa da Suíça, o técnico conta apenas com Pedro Pereira para a direita e Marcelo Hermes para a esquerda. Isto porque os ‘rivais’ de posição ainda se encontram de férias, fruto dos compromissos das respetivas seleções, pelo que estão autorizados a chegar mais tarde.

Sem oposição, esta é uma boa altura para os jovens apresentarem argumentos para convencer o treinador que merecem lugar no plantel.

Por Nuno Martins e Valter Marques
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.