Daniel Ramos quer Boavista com "andamento" frente ao Guimarães

Técnico dos axadrezados fez a antevisão do encontro

O treinador do Boavista anteviu este sábado que "intensidade não vai faltar no jogo" com o Vitória de Guimarães, de amanhã a contar para a 19.ª jornada da I Liga de futebol, e avisou que será preciso "andamento" para obter resultados positivos.

"É um clássico saudável e jogos destes fazem falta ao futebol português", disse Daniel Ramos, advertindo os seus jogadores que "isto é para andar" e reafirmando, também, que "o resultado neste momento é a prioridade máxima".

O Boavista vem de uma vitória (1-0) sobre o Desportivo das Aves e esse resultado deixou-o "satisfeito", porque, alegou, a sua estratégia e o resultado bateram certo.

"A satisfação vem daí. O resultado, neste momento, é a prioridade máxima para trazer satisfação e maior tranquilidade e diminuir a carga negativa que surge quando os resultados não acontecem", referiu.

Depois de inicialmente, como técnico 'axadrezado', ter dito que iria apostar num "futebol atrativo", Daniel Ramos mudou o foco e considerou "necessário encontrar atalhos" em prol de um valor supremo e fundamental para o objetivo final da equipa, os pontos.

"Sem problema algum, com humildade, reconheci que, provavelmente, o caminho que eu estava a querer definir não era o melhor para o imediato e acho que isso foi um sinal de humildade e de inteligência. Por isso, foi necessário avançar por um atalho, sem fugir muito das ideias que quero para a equipa", explicou.

A equipa mudou a sua "estrutura", adotou "uma forma mais objetiva de jogar", com isso alcançou "um resultado positivo e também uma exibição positiva", resumiu, acrescentando que espera ver no jogo com o Vitória de Guimarães uma "continuidade" da abordagem iniciada diante do Aves.

O Guimarães "tem um grande plantel, está bem orientado, tem feito um trajeto ascendente e é uma equipa competitiva e que sabe o que faz dentro de campo", afirmou Daniel Ramos.

O treinador do Boavista disse que a sua equipa forneceu "indicadores semanais bons" e vaticinou, ainda, que intensidade não vai faltar no jogo" entre duas equipas que mantêm uma grande rivalidade.

O Boavista perdeu quatro jogadores em janeiro - Sparagna (Vilafranquense), Edu Machado (Leixões), Samuel Pedro (Benfica) e Rafael Costa (Damak FC, da Arábia Saudita") - e não teve reforços.

"Foram identificados alvos, sim, mas não foi possível trazê-los. Os jogadores que cá estão vão ser suficientes para fazermos um bom trabalho", sustentou o técnico.

O Boavista, 10.º classificado, com 22 pontos, recebe, no domingo, o Vitória de Guimarães, sétimo, com 25, em partida da 19.ª ronda da I Liga portuguesa de futebol, marcada para as 20:00, no Estádio do Bessa, no Porto.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Boavista

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.