Lito Vidigal e a aventura no Bessa: «As coisas não acontecem por acaso»

Treinador considera que o caminho foi difícil, mas que o trabalho compensou

• Foto: Lusa

Lito Vidigal chegou ao Boavista há praticamente quatro meses, conseguiu garantir a manutenção a duas jornadas do final do campeonato e agora luta por um lugar nos sete primeiros classificados da prova. Um caminho assinalável, mas que, segundo o técnico, foi "duro e penoso" e no qual nada aconteceu "por acaso".

"Foi um percurso difícil. As coisas não acontecem por acaso. Não se acende um interruptor e dá-se uma luz e as coisas acontecem. O que conseguimos foi com muito trabalho, repetindo muitas vezes, até atingirmos a perfeição. Com mais tempo e mais treino a equipa foi estabilizando e conseguiu resultados positivos de forma consecutiva. O caminho foi duro epenoso, mas com o trabalho de toda a gente, da equipa técnica, dos jogadores, da direção e dos adeptos - foi possível chegar ao sucesso no final. Trabalhámos muito com o objetivo de atingir a excelência", referiu o técnico, satisfeito com a possibilidade de atingir o sétimo lugar, apesar de o objetivo principal já ter sido atingido.

"Se conseguirmos ganhar é possível chegarmos ao sétimo lugar. O nosso objetivo principal, pelas dificuldades que fomos encontrando, foi já conseguido. O mais importante era garantir a manutenção. Com a vitória em casa na última jornada subimos alguns lugares na tabela e agora podemos subir mais, mas o objetivo principal era a permanência e esse já foi conseguido", apontou.

Por Pedro Morais
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Boavista

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.