A fé boavisteira está mais viva do que nunca

Nem faltou o bebé axadrezado para dar as boas-vindas, no aeroporto da Invicta, a Erwin Sánchez e aos seus heróis dos Barreiros.

No momento da partida para a Madeira, cerca de 300 adeptos estiveram, já noite avançada, no aeroporto do Porto para se despedirem da equipa com um abraço e cânticos de apoio. Ontem de manhã, pouco depois das 9 horas, outros tantos ali também estiveram para assinalar o regresso da equipa axadrezada, recebida, para espanto dos outros utentes do aeroporto, como se retornasse de uma gloriosa jornada europeia (e foram muitas as vividas pelo Boavista, que até foi campeão nacional na época de 2000/01).

"Vamos conseguir porque nós acreditamos", ouviu Sánchez dos adeptos, enquanto Fary tinha dificuldade em escapar aos abraços, ele que se tornou, sem dúvida, no grande símbolo do clube. O percurso até ao autocarro foi feito com dificuldade e muitos foram os jogadores que tiveram de parar para tirar fotos com aqueles que os esperavam à hora do pequeno-almoço. Jogadores que logo a seguir à partida frente ao Marítimo fizeram a festa no balneário do Estádio dos Barreiros, conforme se pode ver numa foto publicada por Rúben Ribeiro, chegado ao clube em janeiro mas já uma pedra imprescindível do xadrez.

Mas ainda falta algum caminho e, por isso, depois da calorosa receção, a equipa rumou ao Bessa e aí realizou uma sessão de trabalho que para os mais utilizados no Funchal foi apenas de descompressão e relaxamento. A equipa vai folgar um dia para depois retomar a preparação para o jogo com o Benfica no Bessa. "É para ganhar", ouviu também Sánchez de um adepto. E sorriu. 

Por Eugénio Queirós
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Boavista

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.